Menos gelo e manobras legais podem deixar morsas desprotegidas


No Mar de Chukchi, entre o Alasca e a Rússia, onde as fêmeas e os filhotes das morsas do Pacífico passam o verão, o gelo pode deixar de existir até 2060 ou antes, de acordo com o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos. Desde 1981, um área duas vezes maior que o Texas se tornou imprópria para mamíferos marinhos no Ártico.

O fim de agosto anualmente marca em que o gelo do mar recua para além da plataforma continental rasa. As morsas fêmeas e seus filhotes, então, escolhem ficar no gelo sobre a água para caçarem no fundo do oceano ou chegarem à terra para períodos de descanso.

Morsa mãe e filhote em geleira
Sem gelo, morsas vão para a terra | Foto: Pixabay

Com menos gelo e mais água, as morsas são forçadas a ir para a terra. Em outubro de 2017, o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos EUA concluiu que as morsas se adaptavam bem à terra, não havendo necessidade de colocá-las na lista de espécies ameaçadas.

Porém, embora se adaptem, correm riscos. Mais água, mais mar aberto, mais tráfego de navios, mais contato humano. Além disso, uma decisão do ex-presidente norte americano Barack Obama protegia boa parte das águas árticas da exploração de petróleo foi revogada por Donald Trump em abril de 2017.

O Centro de Diversidade Biológica dos EUA entrou com um processo para que a morsa seja colocada na lista de espécies ameaçadas. No entanto, em julho o governo Trump propôs mudanças administrativas à Lei de Espécies Ameaçadas que acabariam com as proteções automáticas para plantas e animais ameaçados e estabeleceriam limites para a designação de habitat como cruciais para a recuperação.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ABUSO

ÓRFÃO

COREIA DO SUL

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>