Tutores cumprem ‘lista de desejos’ de cachorro com câncer


Os tutores de um cachorro decidiram criar uma “lista de desejos” para cumprir antes da partida dele. Finn, como é chamado, foi diagnosticado com câncer. Entre os itens da lista, estão: andar em um balão de ar quente, tomar sorvete, colher maçãs, fazer uma caminhada ao nascer do sol e visitar o Corpo de Bombeiros. Alguns deles já foram cumpridos.

(Foto: Cynthia Peterson)

O cachorro está bem, ativo, alimentando-se normalmente e brincando de buscar objetos – a brincadeira preferida dele. Finn tem seis anos e meio e mora em Vermont (EUA). “Sabemos que o câncer vai assumir o controle. Estamos aproveitando todos os dias ao máximo agora”, contou Cynthia Peterson. As informações são do blog Bom Pra Cachorro, da Folha de S. Paulo.

Os tutores perceberam que havia algum problema com o animal ao notar um aumento dos gânglios linfáticos, na região abaixo da mandíbula.

A lista contou com sugestões dadas pelo Live Like Roo, um grupo que auxilia famílias de animais com câncer. Dentre os itens, há alguns mais ambiciosos. A lista foi criada como uma forma de guardar boas recordações do cão.

“Não tinha certeza se conseguiríamos completar a lista”, disse a tutora. As atividades mais significativas são as feitas ao ar livre, já que Finn ainda consegue realizá-las. As preferidas dele, no entanto, são as que envolvem comida. “Ele ama comida”, contou.

(Foto: Cynthia Peterson)

Durante a realização dos itens da lista, Finn conta com a companhia de Yogi, cão adotado pela família em 2017. “Ele era um cão muito tímido no início, mas ganhou confiança e foi o melhor companheiro para Finn durante o tratamento contra o câncer”, disse Cynthia.

Mesmo se todos os 50 itens da lista forem cumpridos, a família afirma que continuará a fazer programas divertidos com o cão. A proposta inspirou amigos e familiares a celebrar a vida com mais frequência, segundo a tutora.

Cynthia revelou também ter conhecido tutores de outros animais doentes após o diagnóstico de Finn. O contato com essas pessoas é importante, segundo ela, devido ao apoio mútuo para superação de momentos difíceis e do luto.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SAÚDE

GOIÁS

NOVA JORNADA

HONG KONG

AFETO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>