Exemplo e inspiração

Mulher de 97 anos adota veganismo e divulga benefícios em redes sociais

Vegana de 97 anos é exemplo de saúde e bem-estar e promove o estilo de vida vegano em seu Instagram

Anne Evers, advogada de 97 anos, diz que nunca mais voltará a comer animais novamente. Ela celebrou seu 97º aniversário neste verão e decidiu abandonar os produtos de origem animal depois de assistir ao documentário What the Health.

Ganhando atenção na mídia, ela realizou uma entrevista ao The Standard. Nela, Evers disse que se sente “maravilhosa” como resultado de sua dieta.

Ela listou alguns dos benefícios da alimentação baseada em vegetais: “Eu tenho mais energia, me sinto mais leve e menos inflamada, minha pele fica mais clara e eu estou me movendo melhor. Eu definitivamente acho que isso me mantém mais saudável à medida que envelheço”, disse ela ao jornal.

Anne Evers afirma nunca mais voltar a comer animais novamente (Foto: Reprodução)

Ela também discutiu os benefícios ambientais e éticos do veganismo, falando sobre as emissões nocivas e a pecuária, bem como as percepções sociais que fazem com que muitas pessoas amem seus animais domésticos, mas comam outras.

“Eu quero que as futuras gerações tenham um planeta saudável. Depois de aprender sobre o impacto que a agropecuária tem, eu senti que era meu dever adotar uma dieta vegana e encorajar outros também”, disse ela.

Evers frequentemente usa sua plataforma no Instagram para promover esta mensagem de saúde, ganhando mais de 18 mil seguidores na rede social. Em um post recente, ela compartilhou um vídeo de si mesma levantando pesos, escrevendo: “Eu quero redefinir o que parece velho”.

“Isso é 97, amigos. Inclinando sobre linhas, agachamentos, deadlifts. Isto é o que parece quando você faz uma prática diária de movimentos e abastece seu corpo com plantas. O corpo humano é uma coisa incrível e todo dia é um presente. Aproveite ao máximo. Cuide-se agora para que você não só apenas envelheça, mas se sinta bem e possa aproveitar sua vida no processo”.

No início deste ano, o britânico Roy Budin de 98 anos chegou às manchetes sendo vegano há três décadas: “Eu estava bem nos meus 60 anos quando me tornei vegano. Isso era considerado um passo bastante avançado e muitas pessoas que eram vegetarianas não podiam ver o ponto em desistir de produtos lácteos e assim por diante”, ele contou ao Plant Based News.

“Mas com as fábricas de criação, esse aspecto me convenceu de que, para ser honesto, você tinha que se tornar vegano e não apenas vegetariano”.

Ele ainda se mostra um exemplo de que, para ser vegano, não é preciso de coisas chiques ou caras: “Eu mantenho minha comida simples. Eu devo dizer que muitos livros de receita vegana não me excitam porque você acha que precisa de uma série de coisas que você simplesmente não tem em estoque. Por que complicar as coisas?”.