Polícia resgata 405 animais silvestres no interior do Ceará


O Batalhão de Polícia do Meio Ambiente (BPMA) resgatou 405 animais e 85 partes de silvestres durante uma operação desencadeada nos sertões dos Inhamuns, Crateús e na região da Ibiapaba, no Ceará. Na ocasião, nove pessoas foram presas suspeitas de praticarem crime ambiental e portar armas ilegalmente. Os resgates foram realizados entre os dias 10 e 20 de setembro durante a operação intitulada Serra das Almas, que objetivava combater crimes contra a fauna silvestre no bioma Caatinga, especialmente a caça e o cativeiro de animais.

(Foto: Divulgação / Imagem Ilustrativa)

Do total de animais resgatados na ação, 198 foram soltos e outros 207 foram conduzidos ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), onde estão sendo avaliados por biólogos a fim de, quando estiverem saudáveis, voltarem para a natureza. “O local gera interesse nos caçadores por conta da diversidade de espécies que há”, afirma o chefe da Divisão Técnica Ambiental, Miller Holanda.

Durante a ofensiva, que contou com seis agentes ambientais federais e cinco policiais militares, foram aplicados R$ 467 mil em multas. No total, 33 armas foram apreendidas, sendo 22 de fogo e nove artesanais. Miller Holanda diz que “a prisão se deu pelo porte da arma, pois o crime contra a fauna é considerado de menor lesividade, sendo lavrado apenas um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). O infrator, algumas vezes, acaba saindo da delegacia antes do agente que o prendeu”, considera, acrescentando que Parambu é a porta de entrada para o tráfico de animais.

Repovoamento

O superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) destaca que, além das solturas, é de suma importância fazer um repovoamento de algumas espécies que existiram em determinadas regiões, mas, por conta da caça e do tráfico, deixaram de existir. “É preciso que as pessoas sejam conscientizadas, senão torna-se um ciclo sem fim. Todos precisam entender que isso é um crime”, assevera.

O comandante do BPMA, tenente-coronel Mota, vê a importância da educação ambiental como uma forma de envolvimento da sociedade quanto às denúncias. “As pessoas ainda insistem em cometer esse crime. Algumas delas acham que é cultura local, outras, lazer”, finaliza

Qualquer pessoa pode denunciar algum tipo de infração por meio do número da Companhia de Policiamento do Meio Ambiente (CPMA): (85) 3101-3545.

Fonte: Diário do Nordeste


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

NOVO LAR

COMPAIXÃO

GANÂNCIA

CAMINHO OPOSTO

ÁFRICA DO SUL

ESTADOS UNIDOS

CRUELDADE

ESTUDO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>