Homem que confessou à polícia ter esfaqueado cães de rua é solto


O ajudante-geral de 32 anos que esfaqueou dois cães de rua na Capela do Socorro, Zona Sul, e havia sido preso na sexta-feira (14) quando confessou o crime, foi liberado pela polícia. A informação foi repassada pela Secretaria de Segurança Pública a VEJA SÃO PAULO na noite de sábado (15).

Reprodução

Segundo a Divisão de Investigação sobre Infrações de Maus Tratos a Animais (DIIMA), Deiverson Pereira Mendes disse que cometeu o ato porque estava embriagado e que os bichos comiam suas carnes de churrasco. Ele responde ao processo em liberdade e o caso segue em investigação.

Os animais foram resgatados pelo Instituto Luisa Mell e passam bem. O autor foi localizado porque imagens da violência, captadas por celular, chegaram até o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPCC). Foi possível identificar que o local da ocorrência foi na Rua Dover, em frente a uma adega.

De acordo com a ativista Luisa Mell, para conseguir golpear os cães o homem colocou um pouco de carne em uma marmita. “Assim que os cachorros se aproximavam ele dava uma facada”, escreveu ela em sua rede social.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

TRATAMENTO

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>