Fazendeiro britânico é responsável pela morte de 640 ovelhas no período de um ano


Daniel Waring, um fazendeiro britânico de 48 anos, manteve suas ovelhas em “condições terríveis” na fazenda Haithwaite no norte da Cúmbria, na Inglaterra, por cerca de um ano. Neste período, mais de 640 ovelhas não foram alimentadas e morreram devido à fome e negligência.

Após a morte dos animais, Waring apenas abandonou suas carcaças para apodrecerem ao ar livre. Apesar de ter se declarado culpado por um catálogo de mais de 30 ofensas no Tribunal de Magistrados Carlisle em julho, ele recebeu uma sentença de prisão de 120 dias suspensa por 12 meses, e permanece em liberdade.

Reprodução | Daily Mail

O juiz responsável pelo caso, Chalk, apenas o proibiu de manter animais pelo período de sete anos e o obrigou a cumprir 110 dias de trabalho não remunerado. Waring também foi condenada a pagar uma indenização de R$ 96 mil.

Jon Farnworth, processando em nome da organização de fazendeiros Cumbria Trading Standards, descreveu três conjuntos de delitos admitidos pelo comerciante de fazendeiros e ovelhas. Waring se declarou culpado de causar sofrimento desnecessário às ovelhas entre dezembro de 2017 e janeiro de 2018.

Reprodução | Daily Mail

Outras ofensas admitidas por Waring relacionaram-se ao seu fracasso em obedecer a rígidos regulamentos de controle de doenças. O primeiro grupo de ofensas foram violações das chamadas regras de “paralisação”, o que significa que quando novos animais são trazidos para uma fazenda, nenhum animal pode deixar a fazenda por pelo menos seis dias.

Waring também não relatou adequadamente e manteve registros agrícolas.

O terceiro grupo de infracções relacionadas com a sua incapacidade de dispor de carcaças de animais em tempo hábil.

Reprodução | Daily Mail

A Conselheira Celia Tibble, Membro do Gabinete responsável pelas Normas de Negociação, disse: “Esta foi uma investigação longa e complexa que foi levada a uma conclusão satisfatória.

‘Apoiamos a comunidade agrícola, mas onde a prática deficiente e o sofrimento desnecessário são descobertos, interviremos e agiremos.

Reprodução | Daily Mail

‘Estes animais foram mantidos em condições terríveis, a crueldade animal não será tolerada.

“As leis existem por um motivo, para controlar doenças, proteger animais e garantir a segurança de toda a cadeia alimentar”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

FELICIDADE

TRATAMENTO MÉDICO

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>