Ursos torturados por 21 anos em fazendas de bile no Vietnã são resgatados


Cinco ursos passaram 21 anos em cativeiro em uma fazenda de bile no Vietnã. Seus dias eram preenchidos por sofrimento e torturas, partes inseparáveis da exploração de ursos para a sua bile – que, no país, acreditam que seja um composto milagroso, capaz de curar doenças e feridas.

Felizmente, graças aos esforços de organizações como a Animals Asia, a World Animal Protection e a Education for Nature Vietnam (ENV), a vida desses cinco ursos mudou para sempre. Eles foram resgatados e levados para um santuário, onde finalmente levarão vidas livres da dor e do abuso a que estiveram sujeitos por tanto tempo.

Reprodução | One Green Planet
Reprodução | One Green Planet

O resgate dos ursos foi possível graças à ENV, apoiada pela World Ani mal Protection e pelas autoridades locais do governo vietnamita, que persuadiram o fazendeiro que explorava os animais a libertá-los. A equipe da Animals Asia chegou na cidade de My Tho em 27 de agosto para finalmente tirar os ursos de suas gaiolas.

Eles então finalmente receberam nomes: LeBON, Kim, Mai, Star e Mekong. Pode parecer algo insignificante, mas nomear os animais tem uma carga simbólica imensa. Enquanto na fazenda, eles são tratados como meros números, objetos; ao receberem nomes específicos, são individualizados, e deixam de ser meras mercadorias para se tornarem indivíduos.

Reprodução | One Green Planet

Durante os longos anos na fazenda de ursos, eles foram forçados a viver em pequenas jaulas, foram privados de alimento, desidratados e sofreram de várias doenças. Eram mantidos em cativeiro e explorados por causa do fluido em suas vesículas biliares. A substância é usada na medicina tradicional asiática como analgésico (entre outras coisas), apesar do fato de que existem muitas alternativas que não envolvem a tortura dos animais.

A indústria da bile de urso, infelizmente, persiste no Vietnã, embora a extração de bílis de animais vivos seja ilegal no país. A lei é mal aplicada, e estima-se que existam 780 ursos em cativeiro vivendo atualmente em fazendas de bile de ursos no Vietnã. Extração de bile é inimaginavelmente dolorosa e cria problemas de saúde a longo prazo para os animais, que são continuamente torturados.

Reprodução | One Green Planet
Reprodução | One Green Planet

“Não há maneira humana de extrair bile de um urso vivo, eles vão sofrer dores severas e sofrimento psicológico ao longo de suas vidas em cativeiro”, disse o Dr. Karanvir Kukreja, Gerente de Campanha da World Animal Protection, em entrevista ao portal One Green Planet.

“Estamos ajudando a colocar os ursos no Vietnã em segurança – eles levarão anos para se recuperar do estresse psicológico e do trauma que sofreram, mas estamos satisfeitos que esses ursos agora viverão suas vidas em paz e livres de danos”, ele completa.

Reprodução | One Green Planet

Os ursos estão agora a caminho do santuário do Vietnã dos Animais da Ásia em Tam Dao, perto de Hanói – sua nova casa, onde viverão o resto de suas vidas em segurança.

“Eles nunca mais sofrerão atrás das grades”, disse Jill Robinson, Fundador e CEO da Animals Asia. “Este é um passo importante em nosso trabalho para remover todos os ursos que permanecem em fazendas no Vietnã de suas gaiolas e levá-los ao santuário. É um novo dia para estes ursos inocentes que agora vão finalmente desfrutar de algumas das liberdades que lhes foram negadas há muito tempo.

Reprodução | One Green Planet
Reprodução | One Green Planet

“Estes cinco ursos nos levam um pouco mais perto do nosso objetivo de acabar com a criação de ursos no Vietnã – de uma vez por todas. A criação de ursos está agora em sua última etapa e a linha de chegada está à vista ”, disse Dung Nguyen, vice-diretor da Education for Nature Vietnam. “A ENV e nossos parceiros de coalizão estão trabalhando duro para tornar nosso roteiro de 2020 a fim de acelerar o fim de cultivar uma realidade viável.”

A Animals Asia, a World Animal Protection e a ENV trabalham há anos para mudar o destino dos ursos usados ​​na criação de bile. As organizações ajudam os ursos explorados de várias maneiras importantes, incluindo resgates, aquisição de casas seguras em santuários, ajudando o microchip do governo em cativeiro e trabalhando para uma proibição de criação de ursos bílis no Vietnã. É graças a eles que leobon, Kim, Mai, Star e Mekong podem finalmente aprender o que significa viver uma vida normal – sem sofrimento.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

COVARDIA

CRUELDADE

PROTEÇÃO ANIMAL

ALERTA

VITÓRIA

INVESTIGAÇÃO

FLÓRIDA

JAPÃO

AVANÇO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>