Espécie rara conhecida como “unicórnio asiático” está em risco de extinção


Saola é uma espécie de animal extremamente rara que existe na região das montanhas Annamite, entre o Vietnã e o Laos. Os dois longos chifres retos do animal o fez ser comparado com um unicórnio, sendo conhecido como “unicórnio asiático”.

A espécie foi descoberta por cientistas em 1995, quando encontraram um crânio de saola com os chifres entre os pertences de um caçador. Infelizmente o saola é considerado criticamente ameaçado: estima-se que apenas cerca de 100 deles existam.

Câmera escondida captura saola na natureza (Foto: The Dodo)

Nenhum biólogo jamais viu um saola na natureza. Uma das únicas pessoas no planeta a ver um saola pessoalmente é William Robichaud, coordenador do Saola Working Group (SWG).

“Dado que foi o primeiro (e praticamente o único) saola adulto visto pelo mundo exterior, eu certamente tinha uma noção do seu valor”, disse Robichaud ao The Dodo. Na época, ele viu um saola que havia sido capturado e preso durante vários dias em cativeiro antes de morrer. “Ela era tão bonita e possuidora de uma natureza tão calma”.

Robichaud segurando um fóssil da espécie (Foto: The Dodo)

Esse animal é ameaçado por armadilhas existentes na região para a captura de outros tipos de animais, então existe uma grande preocupação em como salvar essa criatura rara. Existem também câmeras fotográficas instaladas nas florestas onde vivem – mas a última vez que uma imagem de saola foi capturada foi em 2013.

Armadilhas colocadas no habitat dos saolas podem acabar extinguindo a espécie (Foto: The Dodo)

“Estamos esperançosos que não estejamos tão atrasados ​​para salvar esta espécie da extinção, e enquanto a IUCN estima que existam menos de 750 indivíduos no mundo, esse número pode ser inferior a 100”, disse Lindsay Renick Mayer, diretora associada de comunicações da Global Wildlife Conservation (GWC), disse ao The Dodo.

A GWC e o SWG estão se unindo em um esforço urgente para impedir que esse verdadeiro unicórnio asiático se torne um mero mito. Estão sendo removidas as armadilhas animais do habitat dos saolas, evitando assim também a caça ilegal. O SWG está recolhendo doações para ajudar a salvar a espécie.

Os cientistas também estão tentando encontrar um par de saolas selvagem forte o suficiente para iniciar uma família em um centro de reprodução, o que seria a última esperança possível de aumentar a população.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESUMANIDADE

AGRESSÃO BRUTAL

INDÚSTRIA CRUEL

ECONOMIA

AMEAÇA DE EXTINÇÃO

ACIDENTE

CRUELDADE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>