Alunos da ESPM produzem sessão de fotos para encontrar um lar para cinco cães


Coralina tem aproximadamente cinco anos, é ativa e muito sociável | Félix Zucco / Agencia RBS

O ingresso dos calouros da ESPM-Sul não foi repleto de tintas e brincadeiras, como em boa parte dos trotes. Na manhã da última sexta-feira (10), os “bixos” participaram de um trote solidário, com o objetivo de arrecadar alimento e conseguir uma nova família para animais. Em uma parceria com a ONG Patas Dadas e o Núcleo de Voluntariado Estudantil (Nuve) da ESPM-Sul, cinco cães foram escolhidos para participar da ação.

A ideia de realizar o evento em parceria com a ONG partiu dos alunos veteranos, que todo semestre planejam uma ação social para que, junto aos calouros, possam dar visibilidade e apoio a quem precisa.

Para a professora de Design e coordenadora do Nuve, Liliane Basso, esse tipo de atividade contribui para que os novos alunos desenvolvam a consciência de que também é importante olhar para questões sociais e ambientais.

Shuri tem aproximadamente dois anos. Ela adora passear  | Félix Zucco / Agencia RBS

“Procuramos mostrar para eles, desde o primeiro dia, que a educação vai além da responsabilidade ética como cidadão. É importante que eles saibam que estar preparados para o mercado não significa apenas ter habilidades técnicas”, relata.

Voluntária da ONG Patas Dadas há quatro anos, a estudante de Medicina Veterinária Kendra Rodeghiero, de 22 anos, achou interessante a iniciativa da universidade.

“Alguns dos nossos animais vão a feiras de adoção, mas nem todos têm essa oportunidade. Eventos externos como esse nos ajudam a divulgar o projeto e faz com que outros nichos de pessoas conheçam eles”, explica.

Divididos em grupos, os alunos foram incentivados a planejar uma sessão fotográfica para cada um dos animais. A intenção era estimular a criatividade de cada um, produzindo uma foto de cada cão, que serão divulgadas na página de Facebook da Nuve. A intenção é chamar atenção para os animais e conseguir engajamento do público, tornando mais fácil a tarefa de encontrar uma família para cada um. Além disso, os calouros também têm como missão arrecadar alimentos e dar visibilidade para os cães.

Iniciando o curso de Design neste semestre, Augusto Cony, de 18 anos, ficou muito empolgado com o trote em parceria com a ONG Patas Dadas, que ele já conhecia e acompanhava.

“Visitei eles há pouco tempo, por isso, já conhecia alguns dos animais que estão aqui. Fiquei muito feliz quando fiquei sabendo que esse seria o trote, acho muito importante que todos os animais tenham um lar. Eles nascem sabendo fazer algo que a gente demora para aprender, que é amar”, conta, emocionado.

Pumba tem aproximadamente oito anos, apesar de ser dócil, não é acostumada a estar com outros animais | Félix Zucco / Agencia RBS

A ONG Patas Dadas

Criada após uma série de maus-tratos que aconteceram na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), em 2009, um grupo de alunos decidiu se reunir para apoiar e ajudar animais de rua. Com o tempo, o número de voluntários cresceu e, em setembro de 2015, o grupo se tornou uma organização sem fins lucrativos. Atualmente, a ONG possui 34 animais para adoção: dois gatos e 32 cães.

Como ajudar

Os alunos participam das atividades para arrecadar alimentos e encontrar lares para os animais até 17 de agosto. As fotos dos animais participantes serão divulgadas na página de Facebook da Nuve. Além disso, você também pode fazer doações para a ONG Patas Dadas.

Fonte: Gaúcha ZH


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA

ARTIGO

MAUS-TRATOS

TRAGÉDIA

RETROCESSO

SOFRIMENTO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>