EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Dubai vai construir a maior fazenda hidropônica do mundo

Não só a nova fazenda hidropônica de Dubai usará menos terra do que os métodos agrícolas tradicionais, mas também usará menos água

384

11/07/2018 às 10:00
Por Bárbara Alcântara, ANDA

De acordo com um comunicado à imprensa, Dubai será sede de uma fazenda vertical hidropônica. A iniciativa não só usará menos terra do que os métodos agrícolas tradicionais, como também usará menos água. A tecnologia sustentável usará apenas 320 galões de água e 30 m² de terra para produzir a mesma quantidade de vegetais que produziriam 250.000 m² de terra e 250.000 galões de água usando técnicas tradicionais.

Reprodução | LiveKindly

Este investimento para construir e operar a maior instalação vertical de agricultura do mundo se alinha com a iniciativa dos EAU de mais autossuficiência agrícola, uma visão que começou com o falecido Alteza Shaikh Zayed bin Sultan Al Nahyan, pai fundador dos EAU. A introdução de tecnologia inovadora nas instalações também reforça a posição de Dubai como um centro global de inovação..

Shaikh Ahmed bin Saeed Al Maktoum, presidente e executivo-chefe da Emirates Airline and Group, disse em um comunicado à imprensa que o projeto é uma colaboração entre a Emirates Flight Catering (EKFC), subsidiária do The Emirates Group que fornece alimentos para a Emirates Airline e todas as outras companhias aéreas no Aeroporto Internacional de Dubai, e a plataforma de tecnologia sustentável Crop One Holdings. Ambas as empresas investiram R$150 milhões, sendo esse um recorde mundial.

A instalação de 40.000 m² pés quadrados – o equivalente a 900 acres de terras agrícolas – trará três fazendas americanas para produzir três toneladas diárias de produtos livres de pesticidas, que serão servidos em 105 companhias aéreas e em 25 salas de espera nos aeroportos. De acordo com a Crop One, a maior fazenda vertical do mundo deve ser capaz de produzir um total de 5,3 toneladas de vegetais todos os dias.

Além de muito positivas para o meio ambiente, como as fazendas hidropônicas funcionam sem a necessidade de grandes quantidades de solo, produtos químicos e luz solar, ela pode ser uma maneira eficiente de ajudar as regiões com pouca terra arável, como os Emirados Árabes Unidos, a dependerem menos das importações.

De acordo com a Gulf News, a nação do deserto importa atualmente 80% de seus produtos. Os produtos locais cultivados em fazendas hidropônicas sustentáveis ​​ajudarão os Emirados Árabes Unidos a reduzir as emissões de carbono associadas ao transporte e economizarão dinheiro com o custo de importação de alimentos.

A construção da maior fazenda hidropônica do mundo está prevista para começar em novembro e deve estar pronta até o final de 2019.