Ultraje

Cafeteria mantém leão em pequena jaula de vidro para entreter clientes

Além do animal, 35 coelhos, vários flamingos, quatro cobras, quatro cavalos, dois papagaios, dois crocodilos, uma iguana são mantidos em cativeiro no estabelecimento

2.243

11/07/2018 às 06:20
Por Paula Borim, ANDA

Um vídeo postado no Instagram revelou um explícito caso de exploração animal em Istambul, Turquia. A filmagem retrata a cafeteria Mevzoo, localizada na maior cidade do país, mantendo um leão em uma estreita jaula de vidro para entreter seus clientes. O animal aparece magro e rondando seu pequeno recinto.

Uma filmagem retrata a cafeteria Mevzoo mantendo um leão magro em uma estreita jaula de vidro para entreter seus clientes.

Foto: Instagram

Os leões, nativos da África Subsaariana, estão listados como sendo uma espécie “vulnerável” pela União Internacional para a Conservação da Natureza. Porém, infelizmente, esses animais continuam a ser explorados como atrações de zoológicos e circos ao redor do mundo.

A ONG voltada para a proteção da espécie, Lion Aid, adverte que os grandes felinos podem mostrar sinais de estresse e disfunções psicológicas quando mantidos em cativeiro, principalmente quando são privados de espaço.

A cafeteria também mantém outros animais em cativeiro, incluindo dois crocodilo, cavalos e pássaros. O estabelecimento alega operar como um “centro de reabilitação de animais”.

Oytun Okan Senel, presidente da Câmara de Cirurgiões Veterinários da Turquia, condenou a atitude, twittando: “No meio de Istambul, a humilhação! Abuso de animais em um  ‘centro de reabilitação’. ”

Os usuários da rede social classificaram as ações do local como sendo “crueldade contra animais”,  e até o momento, mais de 2.700 pessoas assinaram uma petição contra a manutenção dos animais no local.

A mídia turca disse que a cafeteria, que tem licença como “zoológico e centro de reabilitação de animais relacionados ao turismo”, tem 35 coelhos, vários flamingos, quatro cobras, quatro cavalos, dois papagaios, dois crocodilos, uma iguana e um leão.

Um usuário do Facebook disse que os clientes podem alimentar o leão através de pequenos buracos no vidro.

O Ministério de Manejo Florestal e de Água da Turquia iniciou investigações no estabelecimento após a divulgação de imagens dos animais nas redes sociais.

O Mevzoo mantém a maioria de seus animais em um andar abaixo do café, em um “zoológico” registrado no Ministério das Florestas.

Os agentes que visitaram o local permitiram que o proprietário mantivesse os animais pois ele possuía toda documentação necessária. Porém, Senel afirmou que foi ordenado que a jaula de vidro fosse desmontada dentro de três meses.

Nota da Redação: Zoológicos e outros locais que aprisionam animais devem ser completamente extintos. Casos como Mevzoo servem para alertar a população mundial sobre a injustiça e crueldade escondida atrás de zoológicos e outros locais que mantém animais em cativeiro apenas para divertimento humano. É preciso clarear a consciência para entender e respeitar os direitos animais. Eles não são objetos para serem expostos e servirem ao prazer de seres humanos. As pessoas podem obter alguns minutos de entretenimento, mas para eles é uma vida inteira de exploração e abusos condenados pelo egoísmo humano.