Protesto

Ativistas veganos encerram atividades de ônibus que promovia consumo de carne de porco

O veículo fazia parte de uma turnê promocional da ONG representante de produtores de porcos da Espanha.

A chegada de um ônibus com a contraditória propaganda ‘Pork Lover’ (Amante de Porcos, em português) na cidade de Bristol, no sudoeste da Inglaterra, causou polêmica. Apesar do slogan, o veículo estava promovendo o consumo de carne de porcos, o que levou ativistas veganos locais a distribuírem panfletos elucidando sobre as realidades dos matadouros.

O veículo distribuiu carne gratuita, deu dicas de culinária e conselhos nutricionais em uma tentativa de incentivar o consumo de carne de porco. (Foto: Juliet Gellatley)

As ações dos ativistas resultou no encerramento das atividades promovidas pelo ônibus.

O veículo faz parte de uma turnê promocional da Interporc, uma ONG que representa os produtores de porcos da Espanha. A visita ao Reino Unido ocorre após uma grande turnê por diversas cidades espanholas.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Os funcionários do veículo, que foi decorado para parecer um porco, distribuíram carne gratuita, deram dicas de culinária e conselhos nutricionais.

Em uma tentativa elucidar sobre as adversidades dessa indústria, ativistas veganos locais começaram a distribuir panfletos com informações sobre a agricultura industrial e as propriedades cancerígenas presentes em carnes processados, como bacon e salsichas.

Um ativista disse à imprensa local: “Estamos aqui porque estamos protestando contra essa monstruosidade. Queremos expor a verdade sobre a situação dos porcos mantidos em fazendas britânicas. Eles não são mortos ‘humanamente’, se isso sequer existir. Eles são envenenados com gás e normalmente não recebem nenhum tipo de alimento entre 24 e 72 horas antes de serem mortos. “

A fundadora e diretora da organização líder em proteção animal Viva !, Juliet Gellatley, acrescentou: “Um ônibus pintado como um porco bonitinho e promovendo o consumo de carne chegou a Bristol hoje. Decidimos que o público deveria saber a verdade sobre a origem da carne de porco e o ônibus encerrou suas atividades!”

A chegada de um ônibus com a contraditória propaganda 'Pork Lover' na cidade de Bristol, no sudoeste da Inglaterra,causou polêmica.
Porcos são cruelmente maltratados em matadouro. (Foto: Eurogroup for Animals)

A tentativa de fazendas industrias e matadouros ocultarem a realidade de seus processos não é inédita. Recentemente, o apresentador de um programa rural britânico, Tom Heap, declarou que visitas a matadouros deveriam fazer parte do currículo escolar. Ele afirmou que a medida traria consciência às crianças sobre a forma que os alimentos de origem animal são feitos, já que as embalagens de produtos de origem animal forjam as crueldades por trás dos processos. Diversos lançados recentemente, como “Eating Animals”, “Dominion” e “What the Health”, também ajudam a revelar os péssimos tratamentos aos quais os animais são submetidos antes de serem mortos.