Entidades protestam contra minizoológico de parque em Recife (PE)


Entidades de proteção animal protestaram contra a permanência de animais silvestres aprisionados no minizoológico do Parque 13 de Maio, em Recife, Pernambuco.

O protesto se deu após a Prefeitura manifestar a vontade de legalizar o zoo. Os ativistas afirmam que o ambiente provoca estresse aos animais, já que o espaço está localizado no bairro da Boa Vista, região central do município, o que sujeita os animais à poluição sonora e visual.

(Foto: Marlon Diego/Esp.DP)

“Estamos falando de espécies silvestres que precisam de silêncio e pouca iluminação, o que não encontram no Parque. Eles estão aqui há mais de 70 anos. Antigamente a cidade era outra e não tinha esse movimento com barulho de trânsito e interferência humana. Se trata de consciência ambiental”, disse a presidente do Movimento de Defesa Animal de Pernambuco, Goretti Queiroz.

Membros do movimento Vozes em Luto também participaram do protesto. Eles fizeram uma performance por meio da qual simularam a morte e o aprisionamento de animais.

(Foto: Reprodução)

“A partir de agora vamos pedir apoio da população para conscientizar sobre a exposição e escravidão desses animais. Sou totalmente contra a legalização porque eles não podem ser tratados como objeto de entretenimento. Isso é crueldade”, reiterou a coordenadora do movimento, Fernanda Alcântara.

O Ministério Público, em novembro do ano passado, recomendou à Prefeitura de Recife que fosse realizada a transferência dos animais presos no parque ao Centro de Triagem de Animais Silvestres, para reabilitação e posterior soltura. A administração municipal, no entanto, não atendeu à recomendação do órgão e, ao invés de iniciar os trabalhos para que os animais pudessem voltar a viver em liberdade, decidiu realizar obras no minizoológico para continuar aprisionando os animais. As informações são do Diário de Pernambuco.

(Foto: Reprodução)

O diretor-executivo de Praças, Parques e Áreas Verdes da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), José Carlos Vidal, afirmou respeitar o ato ” por ser legítimo da sociedade quando quer fazer valer seus direitos”, mas disse que, por determinação do prefeito Geraldo Júlio, está buscando uma autorização dos órgãos competentes para que o zoo permaneça em funcionamento. Vidal afirmou que manter os animais presos no minizoológico é importante para o parque e para “a população que busca lazer e contemplação”. O posicionamento do diretor-executivo expõe a forma equivocada utilizada pelo Poder Público de Recife no que se refere ao tratamento dado aos animais. Isso porque, ao afirmar que os silvestres devem permanecer aprisionados devido ao lazer da população, Vidal deixa claro que a administração municipal trata os animais como objetos decorativos, como meras atrações exploradas para entretenimento humano, e não como vidas.

(Foto: Reprodução)

Além dos ativistas, a manutenção do minizoo também foi questionada pelo vereador Wanderson Florêncio (PSC), autor da lei 18.145/2015, que proíbe a exposição de animais presos ou soltos, feita de modo inadequado, em parques e praças de Recife.

“Existe uma legislação sancionada pelo próprio prefeito Geraldo Júlio e que já está em vigor desde 2015 proibindo justamente o que acontece no 13 de maio. É preciso respeitar os hábitos dos animais. Sugiro que esse espaço sirva como centro de educação ambiental ou ainda receba o parcão para que os visitantes tragam seus animais”, propôs.

O futuro do minizoológico será decidido pela Agência estadual de Meio Ambiente (CPRH) e pelo Ibama.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DENÚNCIA

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

RETROCESSO

RESPONSABILIDADE

SOLIDARIEDADE

MISSÃO

ACADEMIA ESPECISTA

SADISMO

DE OLHO NO PLANETA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>