Diversas pessoas são feridas em corridas de touros em Pamplona


Quatro pessoas foram levadas para o hospital na última segunda-feira (9) após machucarem-se na cruel corrida de touros promovida no Festival de São Firmino, em Pamplona, Espanha. As festividades iniciaram-se no dia 6 de julho, e apenas em três dias de festa, 10 pessoas já haviam se ferido.

Foto: Picture: REX/Shutterstock

A infeliz tradição atrai participantes do mundo todo que correm junto com os animais nas estreitas ruas da cidade. Alguns tentam inclusive tocar os chifres dos touros, como forma de “obter sorte”. No final do dia, todos os touros são mortos em arenas.

Nesta segunda-feira, duas pessoas sofreram ferimentos na cabeça e outras duas ficaram com hematomas graves, segundo Tomas Belzunegui, porta-voz do hospital provincial de Navarra.

Quatro pessoas foram para o hospital após machucarem-se na cruel corrida de touros promovida no Festival de São Firmino, em Pamplona, Espanha.
Foto: Picture: REX/Shutterstock

Durante o terceira dia do evento, os touros se separaram em dois grupos em uma corrida que durou apenas dois minutos e 33 segundos. Para correrem mais, os animais são cutucados por varas e assustados pelos espectadores.

Dezesseis pessoas já morreram no lamentável festival anual, tornado famoso em 1926 pelo romance de Ernest Hemingway “The Sun Also Rises”.

A manutenção de um festival que, além de explorar e ferir animais,  também expõe pessoas a um grande risco, representa um grande retrocesso que deve ter fim. No início do mês manifestantes reuniram-se em frente à prefeitura da cidade exigindo o fim da tradição, mas novamente não foram ouvidos. Enquanto isso, pessoas e animais continuarão morrendo em nome de um “costume”.

Nota da Redação: Animais nunca devem ser utilizados em eventos religiosos. Eles são seres livres e sencientes, e não devem ser feridos e mortos como forma de entretenimento. Casos como a corrida de touros no Festival de São Firmino expõe as crueldades e maus-tratos sofridos por esses animais, e também o quão perigoso esse tipo de evento pode ser para os seres humanos.  


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

MAUS-TRATOS

PROTEÇÃO ANIMAL

INESPERADO

ASCENSÃO

GRATIDÃO

INDEFESAS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>