SÍMBOLO

Matar vacas será crime passível de prisão perpétua em estado indiano

Regulamentação de Gujarat passa a ser a mais rígida de todo o país

Foto: Benjamin Gottlieb / CNN

O assassinato de vacas agora será um crime punível com prisão perpétua no estado indiano de Gujarat. “Uma vaca não é apenas um animal”, diz o Ministro da Justiça de Gujarat, Pradipsinh Jadeja, na Índia. “É um símbolo da vida universal.”

Vacas dividem as ruas com a população na Índia
Foto: Benjamin Gottlieb / CNN

Os políticos também aprovaram uma lei que punirá com 10 anos de cadeia qualquer um declarado culpado pelo transporte de carne do animal.

As vacas são consideradas sagradas pelos hindus e seu assassinato já foi classificado como ilegal em muitos estados do país.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO
Vacas são consideradas pelo hinduísmo
Foto: Benjamin Gottlieb / CNN

A religião associa a fertilidade do animal a várias divindades, e enfatiza sua importância para o homem. A vaca também é considerada um ser mais puro que os sacerdotes, pertencentes à casta mais elevada do hinduísmo.

Por isso não podem ser mortas nem feridas, e podem circular livremente pelas ruas do país sem serem incomodadas. Seu leite, urina e fezes são utilizados em rituais de purificação.

Gujarat agora tem as leis mais rígidas da Índia sobre o assassinato de vacas. As multas por cometer o crime também foram dobradas de 50.000 rúpias (R$ 3,100) para 100.000 rúpias (R$ 6,200).

A questão sempre foi motivo de grande discussão no país, pois costuma ocasionar confrontos religiosos e represálias violentas.

Em 2015, um muçulmano de 50 anos acusado de comer carne foi arrastado de sua casa e espancado até a morte por uma multidão.

Apesar das leis que punem o assassinato do animal, a Índia é um dos maiores exportadores de carne bovina do mundo. 

Para além da religião, o animal é um ser sensitivo e não um produto para ser comercializado e vítima dos abusos da indústria alimentícia.