Cadela abandonada em lixão batalha para voltar a andar após resgate


Uma cachorra abandonada pelo tutor em um famoso lixão da Flórida, nos Estados Unidos, foi encontrada encolhida e mal se mexia. Ela estava desnutrida, exausta, cheia de pulgas e carrapatos e não conseguia levantar a cabeça nem andar.

Uma cachorra abandonada por seu tutor foi encontrada desnutrida, exausta, cheia de pulgas e carrapatos e não conseguia levantar a cabeça nem andar.
Foto: GGARR

A protetora de animais local, Isabel Zapata, frequentemente procura por animais abandonados, e foi assim que ela encontrou a rottweiler Susanna no começo de maio. Ela ligou para o Gulfstream Guardian Angels Rottweiler Rescue, e o grupo imediatamente concordou em aceitá-la.

“Os animais são rotineiramente abandonados lá para morrer”, disse Laurie Kardon, membro do conselho de resgate, ao The Dodo. “É um lugar muito perigoso, porque muitos caminhões passam por lá em alta velocidade. É simplesmente desolador. Muitos não conseguem sobreviver.”

Como Susanna não podia andar, Zapata e outros a colocaram em uma lona para levá-la ao caminhão. Ela estava em péssimas condições, mas finalmente estava segura.

Os socorristas levaram Susanna ao hospital de animais mais próximo, onde começaram a dar líquidos a ela e fizeram um exame de sangue. A cadela parecia estar paralisada e ninguém sabia a causa. Não ficou claro se ela seria capaz de andar.

Foto: GGARR

Depois de mais alguns dias de exames e tentativas de estabilizar Susanna, o grupo de resgate a transferiu para o Clint Moore Animal Hospital. Enquanto examinavam seus exames e arquivos, os veterinários começaram a juntar os detalhes desoladores do passado de Susanna.

Ela não tinha problemas na coluna e nenhum de seus ossos estava quebrado – mas ela não conseguia andar por causa do que provavelmente do que as pessoas faziam com ela.

“Ela tinha algumas artrites e deformidades físicas em suas pernas, o que nos faz pensar que ela viveu enfiada em uma caixa desde quando era um filhote”, disse Kardon. “Ela provavelmente ficou lá a maior parte de sua vida e era usada para reprodução. E quando os criadores não querem mais os cães, eles simplesmente os descartam ”.

Susanna, de três anos de idade, já tinha passado por tantas coisas, mas estava claro que ela estava disposta a lutar por sua vida.

“A primeira vez que a vi, ela levantou a cabeça e lambeu meu rosto”, disse Kardon. “Eu disse: ‘É isso aí. Essa garota quer viver’. Nós faríamos tudo ao nosso alcance para fazê-la funcionar novamente.”

Juntos, a equipe de resgate e a equipe veterinária elaboraram um plano de recuperação. Eles a alimentariam com uma comida de qualidade para ajudá-la a ganhar força e peso, e quando ela estivesse pronta, começaria a fisioterapia.

Ela também precisava de analgésicos, que ajudariam a aliviar a rigidez de seus músculos e ossos fracos.

Com muita comida e amor, Susanna começou a ganhar energia. Pouco mais de uma semana depois de ser resgatada, a equipe de veterinários levou Susanna para uma piscina de reabilitação para testar seu equilíbrio. 

Foto: GGARR


“Estávamos todos com lágrimas nos olhos quando ela começou a nadar”, disse Kardon. “Foi um alívio.”

Sabendo que Susanna queria se mexer, seus veterinários faziam questão de levá-la para a piscina com frequência para se esticar e andar por aí.

A luz voltou aos seus olhos e ela começou a abanar o rabo para todos que encontrava. Ela estava ficando melhor – e estava claro que ela amava as pessoas, apesar de tudo que ela havia passado.

“Ela é tão feliz”, disse Kardon. “É provavelmente pela primeira vez em sua vida que ela se sente assim.”

Graças a mais tratamentos a laser e terapia com água para continuar a aliviar a dor nas pernas e ganhar força, Susanna continuou a melhorar constantemente.

Agora, mais de um mês desde que foi encontrado no lixão, ela finalmente está forte o suficiente para começar a se encontrar e brincando com outros cachorros. Ela ama todos eles.

Ela também descobriu recentemente como é divertido andar pela grama – algo que ela nunca conseguiu fazer sem a ajuda de seus salvadores.

Foto: GGARR

Vendo aonde Susanna já chegou, Kardon está animada pelo dia em que estará pronta para ser adotada por um lar amoroso. Até lá, ela continuará a se deliciar com o incrível espírito de Susanna, que parece iluminar todos os lugares em que ela entra.

“Ela é realmente uma prova de sua raça”, disse Kardon. “Ela é forte, determinada e corajosa, mas também tão doce e amorosa. Ela tem o coração de um rottweiler, com certeza”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

POLÍTICA PÚBLICA

RECOMEÇO

BANALIZAÇÃO

CAZAQUISTÃO

DESMATAMENTO

BARBÁRIE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>