Crianças ajudam a plantar alternativas às fazendas de bile de urso no Vietnã


Um grupo de crianças vietnamitas ajudou a criar o “Jardim de Alternativas Herbais para a Bile de Urso”. Elas foram orientadas no processo pela organização de defesa dos animais Animals Asia, em conjunto com especialistas em medicina tradicional.

As fazendas de bile de urso são muito comuns no Vietnã. Nelas, os animais (em geral o urso negro asiático) são mantidos em cativeiro por indústrias farmacêuticas, sem se locomover e sujeitos a maus-tratos.

Eles são ordenhados para que a bile, substância que auxilia na digestão e absorção de nutrientes, seja retirada e transformada em um pó usado na fabricação de remédios. De acordo com a medicina tradicional asiática, a bile do urso tem um componente que auxilia no tratamento de doenças nos olhos e no fígado.

A prática foi proibida no país por uma lei em vigor desde 2005. O problema é que a fiscalização é fraca, então, mesmo sendo ilegal, ela continua sendo muito recorrente no Vietnã.

Reprodução

É contra essa crueldade com os ursos que as crianças estão lutando, ao tentar encontrar e difundir fontes vegetais de componentes que sejam tão eficientes quanto a bile de urso teoricamente é. Entre as 32 ervas que estão sendo plantadas nesse jardim, encontram-se a canela, o jasmim-manga, o danshen e a artemísia.

O diretor da ONG Animals Asia do Vietnã, Tuan Bendixsen, em entrevista ao portal One Green Planet, conta que “essas crianças são embaixadores em suas comunidades, ajudando a educar as pessoas sobre os estragos que as fazendas de bile já causaram às populações vietnamitas de ursos selvagens.”

“Esta é a herança delas e elas estão implorando para que ações sejam tomadas agora para que a próxima geração não cresça em um Vietnã que teve a sua vida selvagem roubada pela visão torta das fazendas de bile,” acrescenta.

A principal razão para o jardim ser criado neste momento é que o país se comprometeu a acabar de vez com as fazendas de bile até 2022. E com tanto esforço vindo das novas gerações, é possível esperar que caminhemos para um futuro cada vez mais livre de crueldade.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

EDUCAÇÃO

BENEFÍCIOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>