Forever 21 proíbe comercialização de mohair em lojas da rede


A rede de lojas de roupa Forever 21 – seguindo os passos de grandes nomes da moda como Topshop, Gap, Old Navy, Zara e H&M – anunciou que baniu definitivamente a comercialização de qualquer produto que tenha mohair em sua composição.

Reprodução | LIVEKINDLY

O mohair, tecido bem semelhante à seda, é feito a partir da pele da Cabra Angorá – e é importada essencialmente da África do Sul.

Recentemente, a organização em defesa dos direitos animais PETA divulgou vídeos de uma dezena de fazendas da região. As imagens reveladas expunham as situações terríveis de maus-tratos a que os animais explorados por essa indústria são submetidos.

A partir de então,mais de 100 empresas se posicionaram veementemente contrárias à comercialização do produto.

Em uma declaração pública feita pela Anne Brainard, diretora de assuntos corporativos da PETA, ela conta que “os filhotes de cabra ficam gritando de dor e medo no momento do corte, tudo por blusas de frio e cachecóis”.

“A PETA insiste para que os compradores chequem as etiquetas das roupas e, caso diga ‘mohair’, que deixem-nas nas prateleiras,” conclui.

O grupo revelou também que entre práticas comuns estão a mutilação das orelhas das cabras com empilhadoras e deixar os animais largados aos gritos desesperados. Em apenas um fim de semana na África do Sul, 40.000 cabras morreram por exposição ao vento e à chuva.

A atitude da Forever 21, no entanto, foi um pouco mais demorada do que a das outras empresas. Foi necessária uma campanha da PETA, via Twitter, apoiada por muitos consumidores, para que a empresa finalmente tomasse a decisão nesse sentido.

Reprodução | LIVEKINDLY

O mercado de produtos livres de crueldade animal está em ascensão. Celebridades como Miley Cyrus e Evanna Lynch têm endossado o coro e usado a popularidade para difundir o veganismo.

Grandes nomes da indústria da moda, como Donatella Versace, já anunciaram que não trabalharão mais com peles animais. E inúmeras alternativas a materiais essencialmente de origem animal, como o couro, têm sido descobertas e difundidas mundo afora.

Cada vez mais a busca por cosméticos e uma série de outros produtos veganos tem aumentado, mostrando que já se foi o tempo em que as pessoas encaravam o veganismo apenas como uma escolha alimentar.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

CHINA

HEROÍNA

FINAL FELIZ

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR

TAILÂNDIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>