Exame de toque feito por tutor pode ajudar a identificar doenças em animal


O exame de toque, que deve ser realizado pelos tutores, pode se tornar um verdadeiro aliado na identificação de doenças em animais.

(Foto: Divulgação)

O objetivo do exame, realizado de forma simples, é o de buscar indícios no corpo dos animais que possam ter relação com problemas de saúde, como doenças motoras, ósseas, sanguíneas e cancerígenas.

Além do toque, é importante também que o tutor conheça os hábitos do animal que ele tutela.

“A importância da avaliação do animal está diretamente ligada à saúde dele, seja na redução de sua alimentação, mudança de comportamento e alterações físicas. Assim você saberá se o animal precisa ir ao veterinário”, explica o médico veterinário Ricardo Pontes, responsável pela Petprevent. As informações são do portal A Crítica.

A anemia e a displasia coxofemoral, segundo o veterinário, são as doenças que os tutores identificam em casa com mais facilidade. A anemia costuma ter como sintomas fraqueza, indisposição e perda de apetite. A displasia é caracterizada pela degeneração da articulação do quadril dos cachorros e, devido a uma alteração na cabeça do fêmur, faz com que o animal tenha dificuldades de locomoção.

Indícios de doenças no sistema digestório também podem ser descobertos a partir do toque. Para isso, basta pressionar levemente o abdômen do animal com a mão e observar se ele demonstra algum incômodo. Caso o toque o incomode, é necessário encaminhá-lo para uma avaliação com um médico veterinário.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PAUTA EMERGENCIAL

SOLIDARIEDADE

GESTO DE AMOR

TAILÂNDIA

ESTUPIDEZ HUMANA

POLUIÇÃO

AUSTRÁLIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>