O PETA India divulgou um vídeo revoltante, resultado da investigação de corridas de touros na cidade de Tamil Nadu, na Índia. As imagens gravadas no início deste ano, revelam as crueldade contra os animais em dois eventos popularmente chamados de rekla.

A ONG exige que medidas sejam tomadas contra os organizadores e participantes do evento que além de ilegal, é cruel.

As filmagens feitas nos dias 21 de janeiro e 4 de fevereiro atestam as torturas ocorridas. Touros sendo eletrocutados, tendo seus ânus espetados com pontas de madeira, suas narinas violentamente puxadas e caudas mordidas e puxadas. Tudo isso com o intuito de fazê-los correr mais rápido.

Antes do inicio da corrida, os animais também não recebem nenhum tipo de tratamento básico. Sem comida, água ou proteção contra o intenso calor, são submetidos a essa prática impiedosa.

Touro caído no chão com o focinho amarrado
Apesar de crime, as práticas que torturam os touros continuam a ocorrer em todo o país.

Esse tipo de evento já havia sido proibido através da Lei de Prevenção à Crueldade contra os Animais de 2017. No entanto, as corridas ilegais são abertamente organizadas no país, incluindo uma recente realizada em 14 de maio.

A PETA também pede às autoridades que proíbam todos os eventos cruéis envolvendo animais na Índia, como o fox jallikattu. Nesse evento, as raposas, espécie protegida pela Lei de Proteção de 1972, são sequestradas em seus habitats, têm suas patas traseiras amarradas e são perseguidas por toda a aldeia.

Em 2014, a Suprema Corte da Índia proibiu esportes cruéis como jallikattu e corridas de touros em todo o país. Eles alegaram que touros não são “anatomicamente adequados” para participar de corridas. 

Apesar da cidade de Tamil Nadu ter aprovado a Lei de Prevenção da Crueldade contra os Animais (Emenda de Tamil Nadu), o  fox jallikattu, e a rekla continuam sendo realizados. 

O escritório da PETA na Índia – cujos relatórios de investigação de 2017 e 2018 mostram evidências fotográficas e de vídeo de crueldade em tais eventos, mesmo quando legalmente regulamentados – continua a exigir que uma proibição permanente seja instituída sobre a exploração de touros em tais eventos e entrou com uma petição no Supremo Tribunal questionando a validade constitucional da lei de Tamil Nadu.