DEVASTAÇÃO

Lixos plásticos de uso único são 89% dos resíduos que degradam os oceanos

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, 89% do plástico no oceano são itens descartáveis como sacolas plásticas, canudos e descartáveis

400

15/05/2018 às 16:30
Por Fernanda Cotez, ANDA

Segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, 89% dos plásticos no oceano são itens descartáveis como sacolas plásticas, canudos e descartáveis

Dados da UNEP mostram que 89% dos lixos plásticos no mar são itens de plástico de uso único, escancarando a irresponsabilidade da utilização dessas embalagens (Foto: Pixabay)

Dados da UNEP mostram que 89% dos lixos plásticos no mar são itens de plástico de uso único, escancarando a irresponsabilidade da utilização dessas embalagens (Foto: Pixabay)

Dados do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) mostram que 89% do plástico existente nos oceanos são itens de uso único descartáveis ​​de plástico, como sacolas plásticas, canudos e utensílios descartáveis. A informação foi coletada por meio de mais de 5 mil mergulhos que coletaram 3 mil exemplares para averiguação.

Um novo comunicado de imprensa fez o anúncio da descoberta do programa, e destacou a ameaça da poluição por plásticos nos oceanos do mundo, que está se espalhando por locais oceânicos mais profundos do que nunca.

A UNEP afirmou que sacos de plástico foram encontrados na Marina Trench, a trincheira oceânica mais profunda do mundo. A região se estende por mais de 10 mil metros abaixo da superfície da água. “Encontrar plástico no fundo do oceano revela a ligação devastadora entre a atividade humana na terra e as conseqüências da vida marinha abaixo da água”, observou o programa das Nações Unidas no comunicado.

Preocupação internacional

A devastação dos lixos plásticos nos mares é uma preocupação crescente para os órgãos públicos e governamentais, já que seu impacto no meio ambiente e na vida marinha tem causados inúmeros problemas à vida marinha e à natureza. O UNEP ainda salientou que o plástico pode durar milhares de anos na Terra e causar a morte de mais de 100 mil animais marinhos por ano.

Animais confundem plásticos com comida, e acabam digerindo ou se enroscando em embalagens, que levam a morte de tartarugas marinhas, baleias, golfinhos, aves e muitos outros animais.

“Limpar nossos oceanos é mais importante do que nunca, com mais e mais plásticos sendo despejados no oceano todos os dias. Nossa única esperança para reverter esse problema é reduzir nosso uso de plástico em terra, diminuindo a quantidade de plástico que chega aos oceanos”, concluiu o UNEP.

Recentemente, o Reino Unido criou uma aliança internacional para tratar do problema, e alavancou um investimento de mais de 61 milhões de libras para lidar melhor com a gestão de resíduos, campanhas contra plástico e estudos sobre o tema, para descobrir como diminui o impacto dos resíduos plásticos jogados nos oceanos e a devastação que causam.