DEIXADOS À PRÓPRIA SORTE

Leões são abandonados em jaulas após proibição de circos na Guatemala

Organizações de defesa dos animais começam campanhas para resgatá-los e levá-los a santuário na África

662

16/05/2018 às 06:20
Por Bárbara Alcântara, ANDA

Uma notícia que a princípio era boa acabou tendo desdobramentos negativos. Depois de anos de contínuo abuso e exploração, animais em apresentações circenses foram proibidos na Guatemala. Aos estabelecimentos foram dados 12 meses para realocar os animais, desde abril deste ano.  

O problema é que cinco leões foram deixados dentro das jaulas, abandonados à própria sorte. Ao terem conhecimento da situação em que eles se encontram, as organizações de defesa dos animais GreaterGood.org e Animal Defenders International (ADI) começaram uma campanha para conseguir resgatá-los.

Reprodução | One Green Planet

As ONGs, trabalhando em conjunto com o governo da Guatemala, querem providenciar aos animais primeiro o básico: segurança e espaço adequado, livre das celas cruéis. Assim que eles estiverem alimentados e bem cuidados, os animais serão levados para o santuário da ADI na África, para passarem o resto de suas vidas.

Para o portal One Green Planet, o presidente da ADI, Jan Creamer, disse: “Estes animais precisam urgentemente da nossa ajuda e, com o apoio da GreaterGood.org e do público, nós podemos fazer isso. Assim que eles estiverem a salvo, sob nossos cuidados, nós podemos oferecê-los uma maravilhosa vida nova.”

É de conhecimento público que circos são sinônimo de crueldade animal já que mesmo nos espetáculos mais bobos, algo pode dar muito errado e resultar em acidentes trágicos. Além disso, manter animais selvagens tão grandes quanto leões dentro de pequenas jaulas já é, sozinho, um problema gigantesco. Em conjunto com maus-tratos e acidentes, o problema dobra de tamanho.

Reprodução | One Green Planet

Leões precisam de espaço para correr, para caçar, enfim, para ter comportamentos naturais de sua espécie. Organizações como ADI e GreaterGood.org lutam para que cada vez mais animais selvagens explorados e mantidos em cativeiro para entretenimento de pessoas sejam resgatados, e levados para locais seguros para que possam viver suas vidas em paz – seja retornando para o local de onde foram tirados, seja conhecendo seus habitats naturais pela primeira vez.