Plataforma incentiva denúncias de venda de cachorros no Festival Yulin


Divulgação

Com a chegada do Festival Yulin, que inicia-se no dia 21 de junho, as denúncias contra os assassinatos que ocorrem durante os dez dias de comemoração voltam a ser pauta em todo o mundo. Porém, este ano, o sentimento de impotência frente às crueldades com os cachorros parece ter seus dias contados.

Uma plataforma online desenvolvida pela fundação Animals Asia, incentiva cidadãos chineses comuns, que respeitam os direitos animais, a denunciar o comércio ilegal de cachorros e gatos. Apenas em seus primeiros dez dias de uso, a plataforma já contabilizava mais de 250 denúncias. Dessa forma, a iniciativa pode salvar centenas de animais da exploração.

Apesar da perspectiva otimista, o Festival Yulin é só parte do problema dos defensores dos animais na China, pois representa apenas 1% do consumo de carne de cachorros e gatos no país – que além de mortos, sofrem diversos maus tratos. Infelizmente, apenas a data comemorativa têm uma grande divulgação na mídia mundial devido às barbaridades ocorridas, a exemplo de cães que são eletrocutados, queimados e têm suas peles arrancadas enquanto ainda vivos.

A Animals Asia atua desde 1998, principalmente tentando combater o festival assassino que ocorre anualmente, mas também promovendo o respeito a todos os animais.

Divulgação

A China sozinha consome cerca de 10 milhões de cachorros por ano e os mercados de carne não fazem questão de discernir entre cachorros abandonados ou animais de famílias, que muitas vezes são sequestrados de seus tutores.

Até agora, os destaques – e prova da eficiência – da plataforma são seus resultados satisfatórios: 200 restaurantes que comercializam a carne de cachorro em 101 cidades diferentes foram denunciadas ao governo local; 19 restaurantes que utilizavam práticas de tortura animal foram forçados a fechar as portas e 16 avisos oficiais do governo contra a propagação das práticas ilegais foram emitidos, tirando de risco a vida de muitos cães.

Apesar do histórico cruel da China contra os animais, ações como a promovida pela Animals Asia trazem esperança à luta pelos direitos animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

CRUELDADE

GRATIDÃO

ESPECIAL

ALEGRIA

VÍTIMAS DA CAÇA

MAUS-TRATOS


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>