Sem ração, 64 milhões de aves adultas e pintinhos morrem de fome


A greve de caminhoneiros, que tem impedido a chegada de ração aos animais explorados pela pecuária, fez com que 64 milhões de aves adultas e pintinhos morressem de fome.

(Foto: Divulgação)

Além da falta de ração, a falta de espaço para manter os animais também tem colaborado para o aumento da mortandade, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). As informações são do portal Notícias ao Minuto.

De acordo com a associação, um bilhão de aves e 20 milhões de porcos não estão recebendo alimentação suficiente. Além disso, há também risco dos animais promoverem atos de canibalismo, como já foi registrado em uma granja em Minas Gerais.

Entre os animais que sobreviveram, muitos serão mortos em cumprimento a recomendações da Organização Mundial de Saúde Animal e de normas sanitárias do país. Milhões de porcos também correm risco de vida.

A associação afirma que 167 plantas frigoríficas de aves e porcos estão paradas e mais de 234 mil colaboradores não estão trabalhando.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOLIDARIEDADE

NOVOS LARES

RIO CLARO (SP)

EXTINÇÃO

VISIBILIDADE

CANADÁ


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>