Cervo recebe massagem cardíaca após se afogar em piscina


Inspetor do grupo de defesa dos animais Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA), Alan Browning, precisou reanimar um cervo que se afogou em uma piscina no quintal de uma casa em Hedge End, na Inglaterra.

De acordo com informações do site Metro, o animal passou aproximadamente uma hora se debatendo, tentando manter a cabeça fora da água, até que não aguentou mais e se afogou.

Reprodução | Metro.uk

Browning, felizmente, chegou a tempo de retirar o animal da água e realizar massagem cardíaca. Depois de cinco minutos do procedimento, o animal retornou à vida.

“O cervo, que deveria ter cerca de 18 meses, caiu na piscina e não conseguia sair de lá nem colocar os pés no chão então ele estava se debatendo na água e nadando em pânico,” conta o inspetor, de 58 anos.

“O pobre coitado engoliu tanta água que eu não estava tão esperançoso que ele fosse se recuperar, mas instintivamente eu dei o meu melhor e lutei para salvar a vida dele.”

Alan Browning conta, ainda, que foi muito mágico e gratificante poder observar o animal recuperar a vida, quando já não tinha mais esperanças – e usando técnicas que nunca havia testado na prática.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DOÇURA

EXTINÇÃO

SONHO REALIZADO

CARIBE

POLÍTICA AMBIENTAL

SÃO PAULO

AÇÃO HUMANA

TRAGÉDIA

MASSACRE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>