Queda drástica no consumo de carne na China comprova mudança de hábitos


Um declínio maciço no consumo de carne na China tem comprovado um fenômeno de conscientização no país asiático. Restaurantes vegetarianos dobraram de quantidade em 5 anos em Xangai, demonstrando a aderência do público consumidor a uma alimentação livre de carnes e mais adeptas aos vegetais.

Milhares de chineses estão migrando para comida vegetariana, o que é fenômeno notável, já que a China lidera o mercado mundial de carne de boi, porco e de aves. Aproveitando a onda do veganismo e vegetarianismo, os restaurantes estão se tornando veganos para encobrir esse novo hábito de consumo popular.

Consumo de carne tem diminuído drasticamente na China, o que simboliza novos hábitos alimentares mais saudáveis (Foto: Pixabay)
Consumo de carne tem diminuído drasticamente na China, o que simboliza novos hábitos alimentares mais saudáveis (Foto: Pixabay)

O aumento de adeptos a uma dieta sem carne mostra também um aumento da consciência de saúde entre as pessoas na China. Os hábitos alimentares chineses estão testemunhando uma mudança de paradigma. De acordo com o Financial Express, um relatório sugere que a população da China está mudando de fato para a comida vegetariana.

Além disso, o relatório sugere que as pessoas relacionam alimentos não vegetarianos com pressão alta e obesidade. Isso tornou os restaurantes veganos mais competitivos no mercado do que nunca, variando esse tipo de negócio e dando mais opções aos consumidores.

Han Lili, um artista de Xangai, disse à PTI que o número de restaurantes veganos se multiplicou de 49, em 2012, para mais de 100 no ano passado na maior cidade da China, Xangai. Outro relatório da empresa de pesquisa Euromonitor apontou que a demanda por carne no país asiático sofreu um declínio nos últimos anos.

Um consumo de mais vegetais na alimentação simboliza mais saúde e refeições mais ecologicamente corretas (Foto: Pixabay)
Um consumo de mais vegetais na alimentação simboliza mais saúde e refeições mais ecologicamente corretas (Foto: Pixabay)

Consumo mais responsável e sustentável

Como consequência da substituição da carne nas refeições, o consumo de vegetais aumenta significantemente. Por isso, as importações de hortaliças e frutas registraram um pico desde a crescente tendência do vegetarianismo.

De acordo com dados do comércio das Nações Unidas, as importações de abacates cresceram sozinhas e registraram um aumento de 13 mil vezes entre 2010 e 2016.

O relatório sugere que a mudança também é um impacto de muitas orientações dietéticas na China aconselhando a comida vegetariana saudável e ecologicamente correta.

A natureza agradece os novos hábitos, já que cerca de 150 milhões de toneladas de dióxido de carbono são liberadas na atmosfera todos os anos somente pela indústria de carne chinesa.

Alternativas

Várias empresas estão apostando na criação de alimentos que possam substituir de forma responsável e deliciosa o consumo de carne. Recentemente, a marca vegana Right Treat anunciou o lançamento da Omnipork, alternativa vegana de carne de porco.

Ominpork é o hambúrguer vegano que imita carne de porco (Foto: Divulgação)
Ominpork é o hambúrguer vegano que imita carne de porco (Foto: Divulgação)

O Omnipork é um hambúrguer vegano feito com proteína de ervilha, soja não transgênica, cogumelos shiitake e arroz, e é 233% maior em cálcio e 53% maior em ferro do que carne de porco à base de animais. A nova carne vegana vai estrear em Hong Kong a partir de junho.

Várias empresas estão se concentrando na Ásia, à medida que o veganismo no continente tem aumentado. A startup de tecnologia de alimentos acabou de anunciar este ano que construiria sua primeira instalação com base na Ásia para desenvolver alternativas vegetais culturalmente viáveis para alimentos de origem animal, enquanto a Impossible Foods fez sua primeira incursão no mercado asiático na semana passada com a estréia de seu Impossible Burger em três restaurantes com sede em Hong Kong, onde os chefs usam o hambúrguer vegetal em pratos como Impossible Bao, Impossible Thai Burgers e Impossible XinJiang Hot Pockets.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA

PUNIÇÃO

MAUS-TRATOS

SEGUNDA CHANCE

CENSURA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>