Pesquisadores monitoram comportamento de onças da Mata Atlântica


Pesquisadores estão estudando, por meio de câmeras, o comportamento de onças em uma área preservada de Mata Atlântica em Tapiraí (SP). A espécie está ameaçada de extinção por conta da caça e da destruição do habitat.

Onças são monitoradas por meio de câmeras em Mata Atlântica de Tapiraí (SP) (Foto: TV TEM/Reprodução)

Os pesquisadores instalaram 40 câmeras em uma área de 30 mil hectares no Vale do Ribeira, região localizada no sul do estado de São Paulo e conhecida pela preservação de suas matas e grande diversidade ecológica. O intuito é entender o comportamento dos animais.

“Nós estamos no principal corredor de Mata Atlântica do país. As onças que passam por aqui, passam por outras áreas de preservação, então precisamos entendê-las”, afirma Frinéia Rezenda, gerente da ONG Legado das Águas.

Com ajuda dos equipamentos de videomonitoramento, dois animais já foram capturados para serem monitorados por meio do GPS.

De acordo com os pesquisadores, a onça de Tapiraí foi o primeiro felino monitorado do país e, em pouco mais de um mês, o animal percorreu uma área de 65 km².

“Estas informações nos ajudam a entender como os felinos se movimentam –se é mais de dia ou mais de noite- e quais são suas prezas”, relata a pesquisadora Sandra Cavalcanti.

Um morador da região teve uma surpresa inesperada no sítio onde mora com a esposa. Uma onça pintada passou pela propriedade e é motivo de orgulho.

“Para mim é um privilégio. Estou até pensando em mudar o nome do sítio para ‘Recanto da Onça'” brinca Ademir.

Fonte: G1


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EXEMPLO

CICLOVIA RIO PINHEIROS

ESTRESSE

RESILIÊNCIA

BRECHAS LEGAIS

DENÚNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>