“Maio Sem Leite”: campanha mostra o lado negro da indústria de laticínios


Uma campanha que está incentivando consumidores de leite a abandonar os laticínios faz parte de uma iniciativa no Reino Unido chamada “MooFree May”, ou “Maio Sem Leite”.

O esquema é uma campanha da instituição de proteção animal Vegetarian’s International Voice of Animals (Viva!) e concentra-se em incentivar o público a abandonar os laticínios e experimentar deliciosas alternativas veganas.

Campanha "Maio Sem Leite" denuncia a indústria de laticínios e sugere que consumidores façam substituições neste mês (Foto: Pixabay)
Campanha “Maio Sem Leite” denuncia a indústria de laticínios e sugere que consumidores façam substituições neste mês (Foto: Pixabay)

Durante o mês de maio, a Viva! está realizando uma série de eventos em cinco cidades do Reino Unido, onde a equipe oferecerá amostras públicas de produtos sem leite e distribuirá uma série de informações, incluindo livretos de receitas grátis, informações sobre saúde e nutrição e mini-guias de comidas livres de laticínios.

A campanha visa aumentar a conscientização sobre o lado sombrio e cruel da indústria de laticínio, e além dos eventos estará realizando uma enorme campanha de mídia social durante o mês de maio, compartilhando vídeos curtos de sua chocante exposição recente na indústria de laticínios das fazendas britânicas.

De acordo com a caridade: “Muitas pessoas não sabem que o ciclo de vida de uma vaca leiteira é uma exploração contínua do sistema reprodutivo feminino. Ela é inseminada artificialmente, carrega seu bebê por nove meses, apenas para o bezerro ser levado para longe dela, horas após o nascimento”.

“Esta prática é padrão em toda a indústria de laticínios e é usada para produzir sorvetes, leite, manteiga de queijo e iogurte. Isso acontece em todas as fazendas de gado leiteiro, de pequenos laticínios orgânicos a grandes pastagens mero zero”.

Denúncia

Recentemente uma investigação da Viva! mostrou as terríveis condições das fazendas leiteiras no Reino Unido. As fazendas britânicas denunciadas são enormes no comércio varejista e abastecem lojas como a Marks & Spencer, Tesco, Cadburys e Arla.

Nelas, vacas são obrigadas a transportar 14 litros de leite diariamente, e encontram-se animais magros e aflitos, vacas doentes deixadas para morrer e bezerros crescidos de forma solitária e longe de suas mães.

A denúncia foi feita em vídeo, e a diretora da Viva!, Juliet Gellatley, evidenciou um caso muito triste: “Em um piso de concreto úmido e imundo, encontramos uma vaca que estava tão doente que não conseguia se mexer, nem mesmo levantou a cabeça. Seu corpo estava se esvaindo e com grandes feridas, tanto antigas quanto novas. A dor e o sofrimento eram de partir o coração”.

Campanha pela mudança

Por causa de uma alergia ou de uma escolha de estilo de vida, as pessoas estão abandonando os produtos lácteos. “Viver sem leite de vaca é uma das mudanças mais naturais da sua dieta. Por quê? Simplesmente porque beber leite na infância não é o que a natureza pretende. Somos as únicas espécies no mundo a fazê-lo e, além do mais, consumimos leite de um animal diferente”, explicou Juliet, diretora da Viva!, de acordo com o Plant Based News.

A tentativa da campanha é mostrar que é possível a vida sem o leite. “Queremos mostrar ao público o quão simples, delicioso e fácil é tentar sem leite. O MooFree May (Maio Sem Leite) abrirá os olhos das pessoas para saborosas alternativas lácteas disponíveis, destacando as realidades brutais da indústria de laticínios, que sujeita as vacas leiteiras e seus bezerros” para uma vida de miséria”, evidenciou Juliet.

Você pode acompanhar a campanha no Facebook, Twitter e Instagram, e compartilhar posts de adesão à campanha usando a hashtag #MooFreeMay.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>