Psicopatia: homem maltrata porcos e os obriga a comer bacon


Um agricultor, Sr. Lockton, recentemente declarou-se culpado de acusações de maus-tratos contra animais de fazenda no Reino Unido.

Porcos e outros animais foram maltratados em fazendas do Reino Unido por agricultor. Homem admitiu a culpa (Foto: Divulgação)
Porcos e outros animais foram maltratados em fazendas do Reino Unido por agricultor. Homem admitiu a culpa (Foto: Divulgação)

Após inúmeros relatos de que o homem tenha maltratado porcos, ovelhas e frangos, um fazendeiro do Reino Unido se declarou culpado de 17 delitos contra o bem-estar animal, incluindo causar sofrimento desnecessário a uma fêmea suína e não garantir cuidados básicos. A defesa diz que o agricultor “aceita que as coisas começaram a cair”.

Sete ovelhas, 75 porcos e centenas de frangos foram encontrados vivendo na miséria por um oficial e por uma veterinária que visitaram a fazenda Cotswold em 2017.

Inclusive, a situação era tão cruel, que uma porca foi encontrada com um enorme abcesso na perna e com costelas quebradas após um abrigo construído por Lockton desabar sobre ela. Ela estava em condições tão ruins, que teve que ser induzida à morte para que sua dor terminasse.

O tribunal constatou que porcos ficaram em ambiente com cama, água e alimentos inadequados, já que eram alimentados com salsichas antigas e sanduíches de bacon.

O advogado de defesa Tim Burrows alegou na defesa de Lockton que “ele deveria ter respondido ao apoio e conselho que recebeu de outro fazendeiro. Ele não aceitou que isso estava errado.”

Conforme informações do Plant Based News, a promotora responsável pelo caso, Bonnie Styles, disse: “Em uma extremidade do galpão, havia pregos no chão, o que poderia ferir os animais, e sanduíches de frango e bacon foram encontrados, aos quais os porcos e galinhas tinham acesso para alimentação”.

As brutalidades foram à julgamento e o caso foi adiado para sentenciamento em julho de 2018, e Lockton encontra-se livre após ter pago fiança pelo crime de maus-tratos contra animais.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

EDUCAÇÃO

ARTIGO

DESACATO

GENTILEZA

DOR E SOFRIMENTO

COMPORTAMENTO

BENEFÍCIOS

CRUELDADE

SENCIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>