ARMÊNIA

Ursa é resgatada após viver a vida inteira em uma jaula

O animal salvo passará um por uma sequencia de exames veterinários e será encaminhado para um santuário.

Uma ursa-parda foi encontrado dentro de um cativeiro atrás de um restaurante na Armênia. O animal mantido em prisão de concreto com grades acima da cabeça foi salvo por agentes de resgate nesta semana.

O animal de apenas nove anos de idade tinha sido preso em uma pequena cela atrás de um restaurante e sobrevivia com restos ocasionais de comida jogados pelos responsáveis do estabelecimento. Quando a ursa chamada “Masha” foi finalmente resgatada, os bombeiros tiveram que usar cortadores de parafuso para abrir as barras de uma polegada de espessura.

Enquanto vivia na prisão sombria, que mede apenas 10 por 24 pés, os gemidos estrondosos de Masha podiam ser ouvidos pelos comensais próximos, mas ninguém respondeu à sua ligação. Ninguém se preocupou em se inclinar sobre a parede para espiar o urso negligenciado.

Ursa-parda comia restos de comida duranta a vida no cativeiro.
Masha sobrevivia com resto de comida oferecidos pelos proprietários do restaurante.

Quando ela estava presa em sua prisão sombria, que media apenas três metros de altura e sete metros de largura, os gemidos estrondosos da ursa podiam ser ouvidos por clientes próximos, mas ninguém se prontificava a socorrer o animal. Masha é um dos pelo menos 60 ursos que foram mantidos em condições deploráveis ​​na Armênia por décadas.

Desacostumado à atenção, a ursa da síria precisou ser sedada por um veterinário antes que pudesse ser colocada em uma maca especial. Foi a primeira vez que o animal foi cuidado em anos.

A ursa Masha precisou ser sedada para ser salva em segurança.
O animal precisou ser sedado para que fosse resgatado com segurança. (Foto: Roger Allen)

Mas pelo menos no caso de Masha, a história tem um final feliz. Depois de ser contatada por uma organização local de bem-estar animal, a Fundação para a Preservação da Vida Selvagem e Bens Culturais, a organização britânica International Animal Rescue (IAR) foi ao país para salvá-la.

Na organização ela será mantida em área de quarentena para ser examinada por veterinários, antes de se mudar para um santuário. A instituição de caridade, com sede em Sussex, libertou 30 ursos de garagens e pátios de construtores, bem como casas particulares onde os proprietários ricos os queriam como troféus.

A porta-voz do IAR, Liz Key, disse: ‘Nós tínhamos sido informados de todos esses ursos sendo enjaulados na Armênia por absolutamente nenhuma razão. Eles foram mantidos escondidos em condições realmente terríveis, sem espaço para se movimentar e apenas com restos para comer. Alguns animais que resgatamos tinham correntes no pescoço”.

Felizmente para Masha, sua mãe foi resgatada na mesma operação e elas serão reunidas no santuário.