avanço

Japão abole o uso de cães em testes de pesticidas

Após a mudança, o país se une a outras nações como a União Europeia, EUA e Canadá que encerraram tais práticas cruéis em animais.

4.389

21/04/2018 às 19:00
Por Stefany da Costa, ANDA

O governo japonês anunciou oficialmente esta semana que o teste de pesticidas realizado em cães está abolido no país. Depois de ouvir os cientistas da People for the Ethical Treatment of Animals (PETA), em tradução live “Pessoas para o Tratamento Ético dos Animais” nos últimos três anos.

Os testes se baseavam em manter os animais trancados em gaiolas e forçados a ingerir alimentos contaminados com pesticidas ou respirar vapores de pesticidas por um ano até que a morte.

Mas agora, depois de receber os relatórios dos cientistas da PETA com extensas análises realizadas demonstrando que os dados dos testes de envenenamento por um ano não são usados ​​para proteger humanos. Por esse motivo, o Ministério da Agricultura, Silvicultura e Pesca do Japão decidiu encerrar os testes em animais.

Cães não serão mais explorados em laboratórios do Japão.

Animais não serão mais explorados em laboratórios do Japão. (Foto: Emile Hallez)

Com a assistência da associação de proteção animal, Japan Anti-Vivisection, os cientistas apontaram que inúmeros governos, incluindo a União Européia, EUA e Canadá que aboliram os testes em animais como requisito de registro de pesticidas após ações da PETA, o que salva a vida de milhares de cães anualmente. O Japão agora se junta à crescente lista de países que tomaram a decisão certa para os animais e a ciência.

Os especialistas da PETA também estão em contato com agências reguladoras em outras partes do mundo para incentivá-los a seguir o exemplo e estão trabalhando para acabar com  todos os testes de pesticidas em cães e outros animais.