Crueldade: comerciantes de carne de cachorro são presos nas Filipinas


Três homens suspeitos de pertencerem a um comércio de carne de cachorro foram presos após extenso trabalho de vigilância nas Filipinas.

Três homens foram presos por fazerem parte de um cruel comércio de carne de cachorro (Foto: Facebook International Aid for the Protection and Welfare of Animals (IAPWA))
Três homens foram presos por fazerem parte de um cruel comércio de carne de cachorro (Foto: Facebook International Aid for the Protection and Welfare of Animals (IAPWA))

Denúncias despertaram a investigação contra os suspeitos. Conforme informações do World Animal News (WAN) organização de bem-estar animal, Ajuda Internacional para a Proteção e Bem-Estar dos Animais (IAPWA), que colaborou com seu parceiro Fundação Reino Animal (AKF ou Animal Kingdom Foundation) e as autoridades locais no caso, anunciou a notícia em sua página no Facebook.

Uma foto mostrou quatro cães que foram descobertos no local da prisão, que agora foram resgatados e estão seguros em um santuário. Segundo a organização IAPWA, os cães resgatados seriam mortos pelos comerciantes, suspeitos de terem assassinado aproximadamente 40 cães por semana.

A IAPWA compartilhou em um comunicado: “Uma dúzia de cadáveres de animais também foram encontradas”. A prisão ocorreu em uma região no sul de Luzon, que é conhecida por comercializar carne de cachorro. “Essas atividades ilegais são realizadas dentro de um mercado clandestino e esse trabalho é altamente perigoso para a equipe de investigação”.

O santuário que abrigou os animais que seriam mortos está apelando para doações para conseguir manter-se e apoiar os cães no processo de reabilitação. “No santuário, há muitas vítimas deste comércio e com novos resgates chegando, estamos apelando para doações para apoiá-los através de sua reabilitação”, disse a IAPWA.

A instituição ainda alegou que este foi a quarto caso similar, relacionado ao comércio de carne de cachorro, em que foram tomadas medidas legais nos últimos meses. “Todos os comerciantes envolvidos foram presos e, um a um, encerraremos esse tipo de comércio”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>