Proposta de rotulação de laticínios preocupa produtores no Canadá


A Health Canada, uma organização governamental responsável pelo guia alimentar do país – está propondo uma rotulação de advertência em alimentos inibidores de saúde, e a iniciativa preocupa produtores de leite.

Acordos comerciais recentes no Canadá fizeram com que produtores de leite no país se preocupassem com a perda de participação no mercado interno. Uma nova proposta para inserir advertências na rotulagem de pacotes de alimentos poderia ser prejudicial para a indústria.

A Health Canada disse que os símbolos propostos na nova rotulação ainda não estão nos regulamentos propostos como publicados, mas serão incluídos no regulamento final. (Foto: Sean Kilpatrick/The Canadian Press)
A Health Canada disse que os símbolos propostos na nova rotulação ainda não estão nos regulamentos propostos como publicados, mas serão incluídos no regulamento final. (Foto: Sean Kilpatrick/The Canadian Press)

Em fevereiro de 2018, a Health Canada lançou uma proposta nova de rotulação, que incluiria novas advertências na parte da frente dos rótulos dos produtos vendidos no Canadá. Os alimentos ricos em gorduras saturadas, açúcar e sódio deveriam constar tal informação na embalagem, devido ao risco que representam para a saúde do consumidor.

Isso preocupa os produtores de leite por conta de vários produtos lácteos se enquadrarem nessa categoria, e tais advertências podem fazer com que os consumidores não comprem seus produtos, ou prefiram realizar a troca por outros itens mais saudáveis.

Essas preocupações da indústria de leite vieram à tona após manifestação do Ministério da Saúde do Canadá, por David Wiens, da Dairy Farmers of Manitoba (DFM) (Agricultores Leiteiros de Manitoba, em tradução literal). O presidente da DFM disse estar preocupado que a indústria de lácteos sofra com a perda mais de 800 milhões de dólares em vendas com a implementação da nova proposta.

Em entrevista ao Country Guide Canada, David comenta que a “preocupação é que muitos canadenses realmente colocariam o produto de volta [na prateleira] se eles virem uma etiqueta de advertência. Isso impactaria nossos mercados internamente”.

Alimentos ricos em gorduras saturadas, açúcar e sódio deveriam constar tal informação na rotulação da embalagem, devido ao risco que representam para a saúde do consumidor. (Foto: Divulgação)
Alimentos ricos em gorduras saturadas, açúcar e sódio deveriam constar tal informação na rotulação da embalagem, devido ao risco que representam para a saúde do consumidor. (Foto: Divulgação)

Recentemente, a Health Canada citou pesquisas que diziam que os canadenses consomem “muito” sódio, açúcar e gordura saturada. Conforme citado no Plant Based News, salientar na embalagem dos produtos a quantidade desses ingredientes em cada item possibilitaria uma compra mais informada, gerando escolhas mais saudáveis e uma evidente melhoria na saúde de muitas pessoas.

Os membros da DFM estão se manifestando contra o plano de rotulação proposto, e a elaboração da proposta da Health Canada vai até 26 de abril.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

RECOMEÇO

CONSCIÊNCIA

DESAMPARO

COVARDIA

APOIO COLETIVO

CONSCIENTIZAÇÃO

MISSÃO

SÃO SEBASTIÃO (SP)

DEMANDA CRESCENTE


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>