Pesticida causa declínio em populações de aves na Europa


O número de aves em toda a França diminuiu cerca de um terço nos últimos 15 anos, conforme apontam novos números divulgados por pesquisadores. Práticas agrícolas como o uso excessivo de pesticidas é a principal causa deste desequilíbrio ecológico, com tendências observadas também em outras partes da Europa.

Números mais recentes chocaram cientistas que acreditavam que a população de aves da França era relativamente estável. “Tivemos uma ideia da situação porque, trabalhando no campo, você encontra lugares onde as aves estão desaparecidas”, disse o professor Romain Julliard, biólogo de conservação do Museu Nacional de História Natural da França em entrevista ao The Independent.

Em algumas áreas, os pesquisadores relataram que certas espécies haviam desaparecido completamente e observaram que o declínio geral parecia estar se acelerando. “Todos nós tínhamos a sensação de que algo estava acontecendo, mas ver os números foi um choque”, reforçou Romain.

Dois estudos, um realizado em escala nacional e outro com foco em uma região agrícola específica, deram resultado a esses novos dados. Ambos foram conduzidos ao longo de 20 anos e revelaram um declínio nas aves terrestres em um “nível que se aproxima de uma catástrofe ecológica”, de acordo com um comunicado divulgado pelo museu.

Cientistas acreditam que o declínio no número de aves na Europa seja consequência da falta de insetos voadores devido ao uso excessivo de pesticidas na agricultura.
Cientistas acreditam que o declínio no número de aves na Europa seja consequência da falta de insetos voadores devido ao uso excessivo de pesticidas na agricultura.
(Foto: Danita Delimont/Alamy)

“Nós temos esse número médio de cerca de um terço da população de espécies de aves agrícolas, mas isso esconde muita variabilidade”, disse o professor Julliard, que trabalhou em um dos estudos.

O Centro Nacional de Pesquisa Científica (CNRS) decidiu divulgar os dados antes mesmo da publicação em uma revista científica, caracterizando-os como uma ‘chamada alarmante’.

Os cientistas dizem que há um declínio no número de aves na Europa em geral, e isso é provavelmente consequência da falta de insetos voadores – importante fonte de alimento para aves – que, por sua vez, é resultado do uso inconsequente e excessivo de pesticidas por agricultores.

“Muitas dessas aves agrícolas estão em declínio, comem invertebrados e alimentam seus filhotes em invertebrados, e essas são as coisas que são atingidas pelos pesticidas em geral no campo”, disse o professor Richard Gregory, chefe de pesquisa de espécies da Sociedade Royal para a Proteção de Aves (RSPB) disse, em entrevista ao The Independent.

Além do uso de pesticidas, outras práticas agrícolas também interferem para o desequilíbrio da ecologia. A expansão das monoculturas na agricultura é outra prática que contribuiu para a queda no número de insetos, já que impacta diretamente na biodiversidade.

Os cientistas alegam que as ações para tornar a agricultura mais ambientalmente correta até agora foram insuficientes, e é necessário cortar os pesticidas e recompensar os agricultores pelo apoio à biodiversidade para que diferenças notáveis sejam vistas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

ACIDENTE

CRUELDADE

TECNOLOGIA

DESUMANIDADE

ACOLHIMENTO

EFICIÊNCIA

VIDAS PERDIDAS

DEDICAÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>