Jacarés magros, mutilados e mortos são encontrados em criadouro em MT


Jacarés foram encontrados magros, mutilados e mortos em um criadouro em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, no Mato Grosso. A terrível situação em que estavam os animais foi descoberta após uma denúncia do Ministério Público Estadual (MPE). O responsável pela Cooperativa de Criadores de Jacaré do Pantanal Ltda (Coocrijapan) foi detido.

Jacarés extremamente magros vivem no criadouro (Foto: Polícia Militar Ambiental – MT/ Divulgação)

Selden Silva alegou não ser mais o responsável pelo criadouro. Ele assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência e foi liberado. O advogado dele afirmou que se posicionará sobre o assunto posteriormente.

Uma multa de R$ 6,9 milhões, sendo R$ 3 mil por jacaré encontrado vivo no local, foi aplicada devido ao crime de maus-tratos de animais silvestres. As informações são do portal G1.

Jacarés extremamente desnutridos, mutilados, debilitados e alguns mortos e em estado de decomposição foram encontrados pela fiscalização composta por agentes da Polícia Militar Ambiental, oficiais de Justiça e peritos da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec).

Jacaré foi encontrado morto (Foto: Polícia Militar Ambiental – MT/ Divulgação)

Termos do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), nos quais constavam o nome do responsável pelo criadouro e pelos 9.537 jacarés, foram entregues pelo zelador e pelo administrador do criadouro durante a vistoria. O zelador informou à polícia que apenas 2.300 animais estavam vivos.

A polícia disse que foi informada pelo advogado de Selden Silva que ele era sócio da empresa dona do criadouro, mas que saiu da sociedade para iniciar uma criação independente. Em depoimento, Selden alegou ter sido fiel depositário dos animais em 2011 contra a vontade dele. Segundo ele, após um tempo os jacarés foram doados ao hospital de Cáceres para que fossem mortos para consumo e desde então ele não tinha mais responsabilidade sobre os animais.

Nota da Redação: a criação de jacarés, que costumam ser explorados para consumo humano e produção de itens com a pele dos animais, é uma prática cruel e anti-ética que deve ser fortemente combatida. É preciso que sejam repudiados não apenas casos que envolvam maus-tratos contra os animais, mas todo criadouro, visto que a exploração e a condenação à morte sofrida pelos jacarés também devem ser alvo de repúdio.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

NEGLIGÊNCIA

SOFRIMENTO

PORTO ALEGRE (RS)

INSENSIBILIDADE

GOIÂNIA (GO)

MÉXICO

ACIDENTE

AMOR


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>