Chefs veganas se unem para revolucionar o atual sistema alimentar


Um grupo de chefs de cozinha vegana está fazendo a diferença ao criar novas formas de manusear os alimentos para evitar o desperdício e contribuindo para desenvolver a responsabilidade ambiental nas pessoas. O mundo da comida mudou drasticamente nos últimos anos, os corredores de supermercados que eram abastecidos por carne e produtos lácteos agora são preenchidos por diversos produtos à base de plantas.

Mas o mundo dos alimentos embalados não é a única coisa que mudou. Basta observar os restaurantes e a quantidade crescente de chefs veganos. Nina Curtis, Presidente da organização Mulheres Chefs & Restaurateurs (WCR), possui um recurso ativo para as mulheres que procuram avançar na educação culinária e obter reconhecimento em várias áreas da indústria de alimentos e bebidas.

Ela é vegana há mais de 18 anos e sua experiência inclui trabalhos nos mais renomados restaurantes de Nova York e Los Angeles. Basta dizer que, quando se trata de culinária baseada em vegetais, Nina é especialista. A chef trabalha junto com outras profissionais como Peggy Chan, fundadora da Grassroots Pantry, O principal restaurante sem carne de Hong Kong e a chef Sophia Hoffman, de Berlim, autora do livro de receitas “Vegan Queens”.

Chefs veganas se unem para expandir o mercado de alimentos veganos.
Chefs veganas trabalham para revolucionar o atual sistema alimentar. (Foto: One Green Planet)

Esses três aclamadas chefs reuniram-se recentemente em Nova York para cozinhar na Fundação James Beard para o jantar do dia internacional da mulher. Este evento marcou o segundo jantar totalmente vegano servido na fundação e o primeiro com uma equipe totalmente formada por mulheres.

As chefs falam abertamente sobre suas experiências no mundo da gastronomia e explicam como elas puderam usar sua paixão pela conservação ambiental para influenciar o futuro do sistema alimentar vegano. Desde a criação de maneiras inovadoras de preparar vegetais, até encontrar novas maneiras de reduzir o desperdício de alimentos e embalagens na indústria de restaurantes.

Nina, Peggy e Sophia também discutem como estão trabalhando para combater os estereótipos e mudar as percepções sobre a comida vegana em cada em todos os países, além de ensinarem estratégias para construir um negócio de sucesso e capacitar outras líderes femininas na indústria de alimentos.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

AÇÃO SOCIAL

PRECAUÇÃO

ÍNDIA

ESTUDO

ÓRFÃO

ARTIGO

DESACATO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>