DESTRUIÇÃO

Seiscentas e quarenta mil toneladas métricas de instrumentos de pesca acabam nos oceanos anualmente

Governos de todo o mundo estão cientes dos problemas causados pelos plásticos nos oceanos e proibindo itens como sacolas de compras e canudos de plástico

236

13/03/2018 às 09:00
Por Redação

Porém, uma forma frequentemente negligenciada de poluição é também  uma grande ameaça para os oceanos: os equipamentos de pesca.

Foto: National Geographic

Um relatório divulgado pela World Animal Protection mostra que, todos os anos, 640 mil toneladas métricas de redes de pesca são perdidas ou descartadas nos oceanos, capturando e matando inúmeros mamíferos marinhos, incluindo baleias ameaçadas, focas e tartarugas. Os habitats dos recifes de corais também sofrem uma maior degradação causada pelas redes que podem levar até 600 anos para se decompor.

“O nível da pesca fantasma aumentou nos últimos anos e é provável que aumente mais conforme os esforços de pesca se intensificam em todo o mundo”, disse o vice-primeiro ministro Didier Reynders da Bélgica, um parceiro da Global Ghost Gear Initiative da World Animal Protection que visa acabar com os instrumentos de pesca descartados nos mares.

Infelizmente, o relatório da World Animal Protection revela que a maioria das maiores empresas da indústria que vende animais marinhos não faz o suficiente para lidar com esse problema, revela o Ecowatch.

O relatório classificou 15 empresas e a maneira como lidam com equipamentos de pesca em uma escala de um a cinco, mas descobriu que nenhuma das empresas classificadas nas duas principais categorias de “estabelecer boas práticas” ou possui um manejo responsável para os equipamentos.

Os resultados também mostraram que 80% das empresas avaliadas não possuem uma posição clara sobre equipamentos de pesca e não reconhecem publicamente a questão.