Delicadeza

Sempre no fim das tardes de todos os dias ele vai até o abrigo. De pronto, saúda todos os gatinhos, acaricia cada um deles e em seguida com delicadeza começa...

1.118

02/03/2018 às 15:30
Por Mauricio Galvão

Divulgação

Sempre no fim das tardes de todos os dias ele vai até o abrigo. De pronto, saúda todos os gatinhos, acaricia cada um deles e em seguida com delicadeza começa a tocar.

Uma musica suave e bela, que as vezes lembra uma sentida oração, se faz ecoar no abrigo frio.

Os gatinhos ficam atentos, demonstram interesse, e se antes agitados estavam, após alguns minutos ficam calmos, e por vezes dormem tranquilos.

O nobre homem fica ali por longos minutos, e no intervalo das musicas, ele afaga e conversa com os peludinhos, que parecem realmente interagir com ele.

Sua atitude diária não fez aumentar o numero de adotantes, não diminuiu a quantidade de irmãozinhos peludos acolhidos pelo abrigo, e nem aumentou na dispensa a quantidade necessária de ração do mês; porem aliviou a tensão de cada peludinho, desobstruiu o coração sentido de cada um deles, e fez aumentar a pequena lista de homens bons que habitam o planeta, nos dando esperança.