Projeto proíbe transporte marítimo e fluvial de animais para matadouros


A Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Alesp deu parecer favorável à proposta que proíbe o transporte marítimo e fluvial de animais vivos em São Paulo para finalidade de morte e consumo. Caso se torne lei, o descumprimento da norma levará à aplicação de uma multa de 195 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (Ufesp), um total de R$ 5.362,50, para cada animal transportado.

Foto: Divulgação/Alesp

O deputado Feliciano Filho (PSC), autor do projeto, vê como de grande importância o prosseguimento da matéria para a proteção dos animais. “Durante toda a minha vida lutei nesse assunto. Agora, com isso, parece que recomecei minha empreitada”, comentou.

A presidente da comissão, deputada Célia Leão (PSDB), comentou que essa condução é uma tortura. “Os animais são levados em uma viagem de 14 a 20 dias, durante a qual não há nenhum cuidado. Eles são machucados, mortos e jogados ao mar”, explicou.

Fonte: ABC do ABC


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRAGÉDIA

COVARDIA

CATIVO EM ZOO

CRIME AMBIENTAL

RESPONSABILIZAÇÃO

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

ESCRAVIDÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>