CONTEÚDO ANDA

Walmart suspende venda de itens feitos à base de pele do burro

Segundo a presidenta da PETA os burros estão sendo explorados e assassinados cruelmente para se extrair gelatina

616

13/02/2018 às 20:30
Por Tatiana Maria, ANDA

Foto: PETA

A empresa Jet.com proprietária da rede de supermercados Walmart suspendeu a venda de produtos que utilizam o ejiao. Derivado do couro cru do burro, a gelatina é usada na fabricação de diversos alimentos e medicamentos.

Para obter o subproduto de origem animal para a indústria, fazendeiros exploram os burros até a morte.

Segundo Ingrid Newkirk, presidenta do grupo de direitos animais PETA, os burros estão sendo explorados e assassinados cruelmente para se extrair a gelatina.

“Essas empresas [Jet.com e outras] aprenderam com a PETA que os burros de até cinco meses são golpeados na cabeça e muitas vezes sofrem uma morte lenta e agonizante para produzir o ejiao “, ironiza Ingrid.

Foto: PETA

Comercializando vidas como itens descartáveis, diversas fazendas foram investigadas pela organização que lançou recentemente imagens das torturas.

De acordo com Ingrid, que comemorou a retirada dos produtos das prateleiras do Walmart, ainda há muito o que ser feito para proteger realmente a vida dos animais.

“É hora de destruir o mito de que o uso de chifres de rinoceronte, línguas de cervo e peles de burro servem para fazer qualquer coisa, exceto causar apenas dor e sofrimento”, concluiu.