CONTEÚDO ANDA

Cães explorados pela indústria de trenós vivem acorrentados em meio a fezes

As pessoas frequentemente defendem a exploração de cães forçados a puxar trenós afirmando que  isso é algo cultural e uma tradição, mas não há nada positivo sobre o modo como esses cães são tratados

Foto: Care2

Enquanto estava de férias com a Toronto Adventures Inc., o usuário do Facebook Dylan Blake participou de uma atração de cães com trenós e ficou chocado com o que viu na propriedade onde os animais viviam: Windrift Kennels. Em um esforço para revelar a crueldade que testemunhou, Blake compartilhou diversos vídeos do canil no Facebook.

Foto: Care2

No vídeo abaixo, é mostrado o local onde 120 cães são mantidos acorrentados em temperaturas extremamente frias. Seus únicos abrigos são casas para cachorro improvisadas que são expostas.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

Além disso, as vasilhas de comida estão vazias, as águas congeladas e eles vivem em meio aos próprios excrementos. De acordo com o One Green Planet, eles sofrem tanto que andam compulsivamente em círculos.

Outra filmagem mostra como esses cães anseiam por amor e atenção. Todos que interagem com Blake são gentis e gratos por receber um simples toque na cabeça e seus olhares mostram o desespero que experimentam. Uma petição foi criada no Care2 para acabar com a crueldade desta indústria.