CONTEÚDO ANDA

Acupuntura: terapia chinesa pode curar doenças letais em animais

Menos evasivo e saudável, este método holístico é uma opção para cuidar do bem-estar e da saúde dos animais e dos tutores.

428

10/02/2018 às 22:00
Por Tatiana Maria, ANDA

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Foto: Maurício Vieira Hoje em Dia

Os tratamentos holísticos, como a acupuntura, podem tratar e curar doenças emocionais e físicas. Menos evasivos e saudáveis, estes métodos são uma opção para cuidar do bem-estar e da saúde dos animais e dos tutores.

Entre estes métodos, está a acupuntura – tratamento médico que se originou na China há mais de 2.500 anos. Considerado umas das técnicas terapêuticos mais antigos do mundo, ela tem suas raízes na filosofia Taoista.

Com intuito de equilibrar o yin e o yang, que segundo a Medicina Tradicional Chinesa são as duas forças fundamentais, opostas e complementares, que movem todos os seres vivos, o tratamento a base de agulhas – característica da acupuntura, busca na harmonia a resolução das doenças.

Para Juliana Junqueira Fonseca, tutora de cadela Aurora, de 5 anos, o tratamento com acupuntura foi uma “salvação”.

Aurora, que foi resgata da rua, contraiu cinomose – uma doença letal altamente contagiosa provocada pelo vírus CDV (Canine Distemper Vírus) ou VCC (Vírus da Cinomose Canina). Sem responder aos medicamentos tradicionais, a cadela acabou ficando paralítica e foi conduzida por Juliana a médica veterinária Lígia de Morais, que lhe apresentou as agulhas.

Com o tratamento adequado a suas condições, a cadela demonstrou uma rápida melhora.

“Os resultados foram super rápidos, cerca de cinco sessões. Hoje, a Aurora leva uma vida normal, anda e até corre”, conta Juliana.

Segundo a veterinária Ligia, diversas doenças podem ser tratadas através da acupuntura, como problemas neurológicos e articulares, doenças endócrinas, alérgicas, comportamentais e até oncológicas.

“Em alguns casos, é possível suspender completamente anti-inflamatórios e analgésicos usados no controle de dores e ainda desacelerar processos que levariam a cirurgia”, explica.

Conforme ressalta a veterinária e acupunturista, os métodos de tratamentos convencionais não devem ser substituídos emergencialmente pela acupuntura, pois o tratamento pode alternar de acordo à gravidade e evolução da doença, as condições de saúde de cada animal e principalmente à cooperação dos tutores.

Para ela, a indicação para a escolha de cada método de tratamento é feita após uma avaliação detalhada do histórico e das condições de cada animal. O tratamento, que pode variar entre agulhamento seco, eletroacupuntura, farmacopuntura ou moxabustão, deve ser administrado e diagnosticado exclusivamente por um especialista.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.