Ativistas denunciam a violência das lutas de cães e javalis na Indonésia


Organizações de direitos animais condenam a tradicional luta com javalis da Indonésia, que faz com que os animais selvagens sejam atacados por cães explorados pelos moradores locais que promovem a competição e oferecem prêmios em dinheiro.

Foto: Caters News Agency

Há imagens que mostram os cães sangrando e atacando os javalis em uma arena enlameada feita de bambu enquanto uma multidão de 400 pessoas observa a cena em Cibiru, no Oeste de Java.

A prática é conhecida como “adu bagong”, e os moradores apostam nas lutas, que ocorrem em aldeias remotas, com o argumento de controlar a população de javalis.

Segundo o Daily Mail, os responsáveis pelos cães pagam de 200 mil a dois milhões de rupias indonésias (£ 11 a £ 105) para competir e os vencedores podem ganhar até £ 1500. “A maioria dos porcos morreu”, disse o fotógrafo Jefri Tarigan, de 32 anos.

Foto: Caters News Agency

“Eles são forçados a ficar gravemente feridos pelos cães e, mesmo que eles sobrevivam a um cão, terão que disputar contra o outro. Se um porco perder, sua carne será vendida. O intuito principal foi diminuir o número de javalis selvagens que prejudicam as fazendas na área”, completou.

Tarigan revelou que oito javalis foram mortos no dia em que ele participou de uma competição e 20 cães ficaram feridos, sendo que alguns ficaram seriamente prejudicados.

Apesar do forte apoio dos residentes da área, os ativistas aumentaram a pressão sobre o governo para adotar medidas punitivas contra a prática.

Foto: Caters News Agency

A porta-voz da Indonesia Animal Welfare Society, Marison Guciano, 35, disse: “Isso é tortura animal. A batalha sangrenta, muitas vezes, termina com a morte do cão ou do javali.

Torturar javalis para obrigá-los a lutar contra cães desse modo é cruel. As pessoas que supervisionam a ‘adu bagong’ são criminosas”. “O governo de West Java emitiu uma proibição da ‘adu bagong’. Em alguns locais, as arenas foram fechadas pela polícia, mas algumas competições continuam secretas. Continuaremos monitorando a ‘adu bagong’. Se virmos este  ‘esporte’ vil ocorrer de novo, denunciaremos à polícia”,finalizou.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DADOS ALARMANTES

MAUS-TRATOS

DESMONTE AMBIENTAL

ZOOFILIA

RÚSSIA

FINAL FELIZ

CRUELDADE

CRISE ECONÔMICA

SINERGIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>