Membros da família: animais são incluídos em momentos especiais


Considerados membros da família, os animais têm sido incluídos em momentos especiais. O ensaio de gravidez feito pelo casal Lissa e Gustavo Monteiro é um exemplo disso. Para registrar o momento de espera por Miguel, o primeiro filho dos dois, eles decidiram contratar um fotógrafo. O cão da família, entretanto, não ficou de fora.

O ensaio de gravidez da tutora de Talibã contou com a presença do cachorro (Foto: Jessé Mendes/Arquivo pessoal)

“Estamos casados há quatro anos e ele está com a gente há aproximadamente dois anos, já é parte da família. Desde o primeiro momento sabíamos que ele tinha que fazer parte do ensaio. Fizemos as fotos com ele primeiro, para não cansá-lo e ficamos muito felizes com o resultado”, conta Gustavo.

Para o fotógrafo Jessé Mendes, especializado em retratos de família, fazer um ensaio do qual um cachorro faria parte foi um desafio. “Nesse tipo de ensaio, eu sempre começo na casa da gestante, especialmente por conta do quarto do bebê, então foi importante porque o cão foi me conhecendo com calma dentro do próprio território dele. Depois quando fomos para o sítio, observei os locais em que ficaria bacana a presença dele. Até então nunca tinha feito isso, mas foi muito bacana, porque passou a essência dessa família. Na fotografia o mais importante é isso, que as fotos revelem de fato pessoas retratadas”, explica o fotógrafo ao G1.

Jimmy participou do casamento de seus tutores (Foto: Mariane Oliveira/Arquivo pessoal)

Outro momento em que a presença de um cachorro foi considerada indispensável foi o casamento de Mariane Oliveira com Maicon Rodrigues. Mirela, a filha dela, de seis anos, foi a porta aliança ao lado de Jimmy, o cachorro, da raça golden retriever, tutelado pelo casal.

“Tudo que eu faço ele está presente, por isso sabia que ele tinha que estar nesse momento também. Teve gente que achou que não daria certo, mas ele fez tudo direitinho, porque quando ele me viu, veio direto na minha direção. Quando a Mirela e o Jimmy entraram foi o único momento que eu chorei, foi muito especial”, lembra Mariane.

A participação de Jimmy na cerimônia foi uma forma de registrar a importância do cão enquanto membro da família. “A gente sabe que o cachorro vive menos que um ser humano, então é também uma forma de deixar a marca dele, eternizar esse momento. Tento aproveitar e retribuir ao máximo, porque o amor que eles nos dão é uma coisa incrível”, conclui.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

DESMATAMENTO

BARBÁRIE

PRESSÃO INTERNACIONAL

INVOLUÇÃO

UNIÃO

PREVENÇÃO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>