Estudo mostra a complexidade emocional de bezerros abusados em fazendas


O estudo foi escrito pelo candidato a Ph.D. Benjamin Lecorps e teve coautoria de Marina von Keyserlingk e Daniel Weary e foi financiado pelo Conselho de Ciências Naturais e de Engenharia do Canadá.

Foto: Livekindly

Os autores visavam observar o animal individual em oposição aos bezerros como um todo. Von Keyserlingk, que liderou a equipe de pesquisa, queria analisar as diferenças individuais de personalidade.

“Às vezes, somos tentados a ver apenas o rebanho, mesmo que esse rebanho consista em diferentes indivíduos que lidam de modo distinto com eventos estressantes. É importante considerar a perspectiva do indivíduo porque alguns animais ainda podem sofrer”, explicou von Keyserlingk.

Os pesquisadores traços de otimismo, pessimismo e medo nos bezerros que são condenados a uma vida de exploração. Segundo eles, os dois últimos estavam estreitamente próximos, informou o Livekindly.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

SOB INVESTIGAÇÃO

AGRESSÃO BRUTAL

INSTINTO

VIDA NA RUA

RESPEITO E AFETO

FINAL FELIZ

TRISTEZA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>