Primeiro restaurante vegetariano de Lisboa comemora 40 anos


Um pouco antes do meio-dia, à porta do número 117 da Rua do Salitre, em Lisboa (Portugal), há cheiros que convidam a entrar. Na cozinha do Tibetanos, prepara-se a hora do almoço porque, dentro de pouco tempo, as mesas rapidamente vão deixar de estar vazias.

Foto Cláudia Arsénio/TSF

Há quatro décadas, o restaurante Os Tibetanos apresenta uma ementa diferente, baseada em refeições vegetarianas com influências internacionais, mas também um templo dedicado à filosofia budista no primeiro andar, onde se praticam ioga e meditação tibetanas. Um conceito que foi apresentado aos lisboetas no final dos anos 70.

Foto Cláudia Arsénio/TSF

Há clientes que se mantêm fiéis desde 1978 e desde sempre foram as mulheres as primeiras a aderir ao novo conceito. Legumes, seitan, tofu, leguminosas e fruta sempre fizeram parte das ementas. E, se no início, havia alguma resistência, hoje em dia a alimentação vegetariana tornou-se mais familiar. No local, destacam-se também o gelado caseiro de pistáchio e chocolate ou a tarte de papaia e requeijão.

*Esta notícia foi escrita, originalmente, em português europeu e foi mantida em seus padrões linguísticos e ortográficos, em respeito a nossos leitores.

Fonte: TSF


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRATAMENTO MÉDICO

PROGRESSO

GANÂNCIA

DESTRUIÇÃO AMBIENTAL

COREIA DO SUL

VEGANISMO

PRESSÃO PÚBLICA

RESILIÊNCIA


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>