Governo chinês adiciona curso sobre direitos animais em escolas do país


Crédito:
Esta é uma grande vitória para grupos ativistas, como a Animals Asia, que se esforçam para tornar as pessoas mais compassivas em relação aos animais. Crédito: Animals Asia

O Ministério da Educação chinês recentemente adicionou um curso sobre direitos animais nas escolas de ensino médio no país.

Esta é uma grande vitória para grupos ativistas, como a Animals Asia, que se esforçam para tornar as pessoas mais compassivas em relação aos animais.

Enquanto a China ainda não possui legislação oficial de proteção aos animais, a mudança na educação certamente poderá tornar o país mais compassivo.

O novo curso será incluído no currículo de biologia e permitirá que estudantes interessados ​​aprendam sobre várias questões essenciais sobre os direitos de animais domésticos, animais explorados pela indústria, animais selvagens, animais em cativeiro e o comércio de carne de cachorros e gatos.

As aulas promoverão o respeito por todos os seres vivos, e também estudos de meio até organizações de resgate e fazendas.

A China tem progredido muito ao longo dos últimos anos com a ajuda de várias organizações, incluindo a Soi Dog Rescue, a Humane Society International e a Animals Asia.

Além disso, com mais pessoas na China considerado cães como mais animais domésticos, há uma geração crescente de amantes de animais em todo o país.

Programas como Dr. Dog e Professor Paws, que dão aos cães um papel de contribuição para a sociedade, também ajudam a mostrar os animais de uma maneira positiva.

Para a Animals Asia, que tem sido uma força importante na luta pelos direitos animais na China e em toda a Ásia, a notícia foi especialmente bem-vinda.

A fundadora da ONG, Jill Robinson, afirmou: “Nós aplaudimos a decisão do governo chinês de introduzir os direitos animais como assunto do ensino médio, abrindo assim os corações e as mentes dos jovens em todo o país para o sofrimento desnecessário dos animais”.

O diretor da Animals Asia, Dave Neal, acrescentou: “A China deu um passo muito significativo, um que esperamos que inspire outros países. Não estou ciente de nenhum outro currículo nacional que desenvolveu um módulo especificamente sobre os direitos animais. Acreditamos que isso mostra que existe um compromisso crescente das autoridades chinesas de reduzir o sofrimento dos animais através da conscientização, através da educação, do valor e da importância dos direitos animais. Estamos ansiosos para apoiar esta iniciativa pioneira de qualquer maneira que pudermos”.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

TRAGÉDIA

COVARDIA

CATIVO EM ZOO

CRIME AMBIENTAL

RESPONSABILIZAÇÃO

ABERRAÇÃO LEGISLATIVA

ESCRAVIDÃO

EXEMPLO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>