CONTEÚDO ANDA

Paul McCartney pede que Alckmin implante a Segunda Sem Carne

Deputado responde que lamenta o veto.

Divulgação
Divulgação

Paul McCartney enviou e-mail ao deputado estadual Feliciano Filho (PSC) congratulando-o por ter proposto a Segunda Sem Carne e encorajando o governador Geraldo Alckmin a implantá-la. A mensagem chegou até o deputado após o veto (ocorrido dia 19) ao PL 87/2016 que propunha a Segunda Sem Carne em bares e restaurantes instalados em Órgãos do Estado e escolas estaduais:

“Chegaram a mim as encorajadoras notícias de que a Segunda Sem Carne em escolas e restaurantes de São Paulo está sendo cogitada. A produção de carne em grande escala cria efeitos estufas prejudiciais, esgota recursos preciosos para níveis cada vez menos sustentáveis e é uma das principais causadoras do aquecimento global. Com o acúmulo de evidências de que o crescimento da indústria global de carne possa trazer alarmantes consequências ambientais, redução no consumo de carne é hoje mais importante do que nunca. Envio congratulações ao Deputado Estadual Feliciano Filho por propor a Segunda Sem Carne e encorajo o Governador Geraldo Alckmin a implantá-la. Conte com minha ajuda e de toda a equipe da Campanha Segunda Sem Carne!” – Paul McCartney

O deputado respondeu:

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

“Caro Paul… Infelizmente, apesar de todos os nossos esforços e da mobilização de grande parte da sociedade, sensibilizada com a forma com que são tratados os animais, o governador Geraldo Alckmin vetou o projeto da Segunda Sem Carne na última sexta-feira. Mais uma vez, falou alto o poder econômico que pressionou muito o governo. Uma pena que não possamos dedicar um dia que seja àqueles que não podem se defender, não têm voz e nem a quem recorrer. Saiba que vamos continuar lutando para derrubar este veto e implantar a Segunda Sem Carne e uma alternativa de refeições mais saudáveis em nosso Estado. Muito obrigado e continuamos contando com o seu apoio! Como você mesmo diz:

`Se os abatedouros tivessem paredes de vidro seríamos todos vegetarianos`

Concordo Plenamente. Tanto que propus outro projeto de lei, que prevê a instalação de câmeras nos abatedouros com transmissão ao vivo de todo o processo de abate, como está sendo feito na Inglaterra e na França.

E estou totalmente dedicado a uma verdadeira batalha, desta vez pelo fim do embarque de animais vivos para outros países em portos do estado de São Paulo, prática que submete o gado a condições extremamente cruéis.

O trabalho de proteger e defender os animais não para nunca, mas continuamos acreditando no lema da Segunda Sem Carne: `Um dia por semana pode mudar o mundo!`. Um forte abraço, Feliciano Filho”

Alckmin vetou o PL após pressão por parte das associações de produtores de carne. Aliás, reportagem do “El País” de 29 de dezembro menciona que “em 2014, a campanha de Geraldo Alckmin para o Governo do Estado arrecadou três milhões de reais somente com doações da JBS, a gigante do setor de carnes, pertencente aos irmãos Batista”.

A Segunda Sem Carne é um movimento surgido em 2003 nos EUA e que tomou força a partir de 2009 com Paul McCartney. Hoje já é adotada em cidades de 44 países como EUA, França, Itália, Austrália, Canadá, Dinamarca e Alemanha. No ano passado o prefeito de Nova York lançou a Segunda Sem Carne em 15 escolas do Brooklyn com café da manhã e almoços exclusivamente vegetarianos para cerca de 8 mil alunos. Em 2015 a rede de restaurantes do governo paulista Bom Prato passou a fazer parte do movimento Segunda Sem Carne com aprovação de inúmeros usuários do sistema.