Tartaruga é encontrada morta em rede de pesca em SP


Uma tartaruga morreu após ficar presa em uma rede de pesca na orla de Caraguatatuba (SP). O animal foi encontrado pelo jornalista Carlos Marcondes, um turista de SP, que remava próximo à costa.

“Essa região é um santuário de tartarugas. Vir remar e se deparar com isso, é lamentável. Elas se envolvem nas redes e ficam presas, sem poder sair”, desabafou em entrevista ao G1.

Divulgação

O tenente da Polícia Ambiental Igor Hiasa afirmou que a tartaruga estava presa em um tipo de rede proibida em território nacional devido a sua mortalidade indistinta de animais marinhos.

No entanto, ele afirma que, infelizmente, se uma tartaruga morrer em algum tipo de rede ou petrecho licenciado pelo Ibama, o autor não é punido e a morte do animal acaba sendo um “dano colateral”.

O tenente completa ainda que caso algum turista ou morador encontre alguma tartaruga na orla entre em contato com o policiamento ambiental o quanto antes.

A poluição e a pesca são os principais responsáveis pela mortandade de tartarugas-marinhas. Ao contrário do que muitos acreditam, elas não podem respirar embaixo da água e quando presas em redes de pesca, morrem afogadas.


Gratidão por estar conosco! Você acabou de ler uma matéria em defesa dos animais. São matérias como esta que formam consciência e novas atitudes. O jornalismo profissional e comprometido da ANDA é livre, autônomo, independente, gratuito e acessível a todos. Mas precisamos da contribuição, dos nossos leitores para dar continuidade a este imenso trabalho pelos animais e pelo planeta. DOE AGORA.

Você viu?

PROTEÇÃO ANIMAL

INVESTIGAÇÃO

TRAGÉDIA

COVARDIA

CATIVO EM ZOO


LEIA EM PRIMEIRA MÃO AS NOTÍCIAS MAIS ANIMAIS DO MUNDO

>