CONTEÚDO ANDA

Fotos capturadas pela NASA revelam perda irreversível de gelo na Antártica

Pesquisadores que fazem parte da Operação IceBridge da NASA têm fotografado o gelo polar da Terra na esperança de aumentar a compreensão das relações entre as regiões polares e o sistema climático global

499

07/12/2017 às 09:00
Por Redação

Ao longo dos últimos nove anos, a NASA tem estudado como o gelo evoluiu e mudou por meio de instrumentos sofisticados que medem a profundidade da neve, a elevação e espessura do gelo, a temperatura da superfície, a topografia da base e outras características do gelo marinho, dos lençóis de gelo e das geleiras.

Foto: Mario Tama/Getty Images

Mario Tama, fotojornalista da Getty Images, capturou a experiência em um voo de pesquisa de nove horas sobre a Antártica Ocidental para monitorar a perda de gelo enquanto estava a bordo de uma aeronave Lockheed P-3 instalada em 1966 no início deste mês, informou o Fortune.

Segundo a NASA, a missão atual está focada no “gelo marinho nos mares de Bellingshausen e Weddell e nas geleiras na península antártica e ao longo das costas English e Bryan”.

Os pesquisadores utilizaram os dados da IceBridge para estudar o que pode ser um declínio irreversível da camada de gelo da Antártica Ocidental, que contribui diretamente para o aumento do nível do mar.

A Avaliação Climática Nacional, um estudo produzido a cada quatro anos por cientistas de 13 agências federais do governo dos Estados Unidos, divulgou um relatório crítico informando que a crescente temperatura global ao longo dos últimos 115 anos foi gerada principalmente pelas atividades humanas, como as emissões de gases de efeito estufa.